Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/1099
Title: Desigualdades sociais e tuberculose: análise segundo raça/cor, Mato Grosso do Sul
Authors: Basta, Paulo Cesar
Marques, Marli
Oliveira, Roselene Lopes de
Cunha, Eunice Atsuko Totumi
Resendes, Ana Paula da Costa
Souza-Santos, Reinaldo
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública. Núcleo de Doenças Endêmicas Samuel Pessoa. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Secretaria de Estado de Saúde Programa Estadual de Controle da Tuberculose. Mato Grosso do Sul, MS, Brasil
Ministério da Saúde. Secretaria Especial de Saúde Indígena. Distrito Sanitário Especial Indígena Mato Grosso do Sul. Mato Grosso do Sul, MS, Brasil.
Abstract: OBJETIVO: Analisar características sociodemográficas e clínicoepidemiológicas dos casos de tuberculose e fatores associados ao abandono e ao óbito na vigência do tratamento. MÉTODOS: Estudo epidemiológico baseado em dados notificados de tuberculose em indígenas e não indígenas, segundo raça/cor, em Mato Grosso do Sul, entre 2001 e 2009. Realizou-se análise descritiva dos casos de acordo com as variáveis sexo, faixa etária, zona de residência, exames empregados para o diagnóstico, forma clínica, tratamento supervisionado e situação de encerramento, segundo raça/cor. Utilizou-se análise univariada e múltipla por meio de regressão logística para identificar preditores de abandono e óbito, e odds ratio como medida de associação. Foi construída série histórica de incidência, segundo raça/cor. RESULTADOS: Registraram-se 6.962 casos novos de tuberculose no período, 15,6% entre indígenas. Houve predomínio em homens e adultos (20 a 44 anos) em todos os grupos. A maior parte dos doentes indígenas residia na zona rural (79,8%) e 13,5% dos registros nos indígenas ocorreram em < 10 anos. A incidência média no estado foi 34,5/100.000 habitantes, 209,0; 73,1; 52,7; 23,0 e 22,4 entre indígenas, amarelos, pretos, brancos e pardos, respectivamente. Doentes de 20 a 44 anos (OR = 13,3; IC95% 1,9;96,8), do sexo masculino (OR = 1,6; IC95% 1,1;2,3) e de raça/cor preta (OR = 2,5; IC95% 1,0;6,3) mostraram associação com abandono de tratamento, enquanto doentes > 45 anos (OR = 3,0; IC95% 1,2;7,8) e com a forma mista (OR = 2,3; IC95% 1,1;5,0) apresentaram associação com óbito. Apesar de representarem 3,0% da população, os indígenas foram responsáveis por 15,6% das notificações no período. CONCLUSÕES: Houve importantes desigualdades em relação ao adoecimento por tuberculose entre as categorias estudadas. As incidências nos indígenas foram consistentemente maiores, chegando a exceder em mais de seis vezes as médias nacionais. Entre pretos e pardos, piores resultados no tratamento foram observados, pois apresentaram chance de abandono duas vezes maior que os indígenas. O mau desempenho do programa também esteve fortemente associado ao abandono e ao óbito. Acredita-se que, enquanto não se reduzir a pobreza, as desigualdades nos indicadores em saúde permanecerão.
Keywords: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Epidemiologia
Região Centro-Oeste
Mato Grosso do Sul
DSEI Mato Grosso do Sul
Tuberculose
Morbidade
Serviços de Saúde
Estudos Epidemiológicos
Desigualdades em Saúde
Doenças Infecciosas e Parasitárias
Sistemas de Informação em Saúde
DeCS: Brasil
Saúde de Populações Indígenas
Índios Sul-Americanos
Epidemiologia
Distrito Sanitário Especial Indígena
Tuberculose
Morbidade
Serviços de Saúde do Indígena
Estudos Epidemiológicos
Desigualdades em Saúde
Sistemas de Informação em Saúde
Doenças Parasitárias
Doenças Infecciosas
Issue Date: 2013
Publisher: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Citation: BASTA, Paulo Cesar. et al. Desigualdades sociais e tuberculose: análise segundo raça/cor, Mato Grosso do Sul. Revista de Saúde Pública, v. 47, n. 5, p. 854-864, 2013.
metadata.dc.identifier.doi: 10.1590/S0034-8910.2013047004628
ISSN: 1518-8787
Copyright: open access
Appears in Collections:AN - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
421953005.pdf262.46 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.