Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/1108
Title: Hanseníase em populações indígenas do Amazonas, Brasil: um estudo epidemiológico nos municípios de Autazes, Eirunepé e São Gabriel da Cachoeira (2000 a 2005)
Authors: Imbiriba, Elsia Belo
Basta, Paulo Cesar
Pereira, Emilia dos Santos
Levino, Antônio
Garnelo, Luiza
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisa Leônidas e Maria Deane. Manaus, AM, Brasil. / Universidade Federal de Roraima. Boa Vista, RO, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Fundação de Dermatologia e Venereologia Alfredo da Matta. Manaus, AM, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisa Leônidas e Maria Deane. Manaus, AM, Brasil. / Universidade Federal do Amazonas. Manaus, AM, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisa Leônidas e Maria Deane. Manaus, AM, Brasil. / Universidade Federal do Amazonas. Manaus, AM, Brasil
Abstract: O Estado do Amazonas, Brasil, apresentou, em 2005, coeficientes hiperendêmicos de detecção de hanseníase e prevalência de média endemicidade. O estado detém a maior população indígena no país, mas inexistem informações sobre o perfil da hanseníase nesses grupos. O estudo objetivou a descrição e análise das características epidemiológicas das notificações de hanseníase nos municípios de Autazes, Eirunepé e São Gabriel da Cachoeira, comparando achados entre indígenas e não indígenas, segundo variáveis de interesse. Foram analisados os casos notificados no SINAN, no período de 2000 a 2005. Do total de 386 casos notificados, verificaram-se coeficientes médios de detecção de 3,55, 14,94 e 2,13/10 mil (entre os não indígenas) e de 10,95, 1,93 e 0,78/10 mil (para os indígenas), para Autazes, Eirunepé e São Gabriel da Cachoeira, respectivamente. Houve predomínio de casos paucibacilares em indígenas e em não indígenas, no entanto, a forma dimorfa representou 1/3 das notificações. Apesar das limitações de cobertura e do sub-registro, os achados sugerem que a hanseníase representa importante problema de saúde pública para os indígenas no Amazonas. A classificação segundo "raça/etnicidade" se constituiu em ferramenta útil para elucidar desigualdades em saúde.
Keywords: Amazonas
Brasil
Índios Sul-Americanos
Região Norte
Saúde de Populações Indígenas
Região Amazônica
Epidemiologia
Alto Rio Negro
Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Morbidade
Hanseníase
Estudos Epidemiológicos
Serviços de Saúde do Indígena
Desigualdades em Saúde
Doenças Infecciosas e Parasitárias
Sistemas de Informação em Saúde
Registros Médicos
DeCS: Brasil
Saúde de Populações Indígenas
Índios Sul-Americanos
Epidemiologia
Distrito Sanitário Especial Indígena
Hanseníase
Morbidade
Serviços de Saúde do Indígena
Estudos Epidemiológicos
Sistemas de Informação em Saúde
Registros Médicos
Doenças Parasitárias
Doenças Infecciosas
Issue Date: 2009
Publisher: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Citation: IMBIRIBA, Elsia Belo. et al. Hanseníase em populações indígenas do Amazonas, Brasil: um estudo epidemiológico nos municípios de Autazes, Eirunepé e São Gabriel da Cachoeira (2000 a 2005). Cadernos de Saúde Pública, v. 25, n. 5, p. 972-984, 2009.
metadata.dc.identifier.doi: 10.1590/S0102-311X2009000500004
ISSN: 1678-4464
Copyright: open access
Appears in Collections:DIP - Artigos de Periódicos
EPI - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
184531413.pdf120.06 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.