Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/1133
Title: Perfil demográfico dos índios Boróro de Mato Grosso, Brasil, 1993-1996
Other Titles: Demographic profi le of Boróro Indians from Mato Grosso State, Brazil, 1993-1996
Authors: Souza, Luciene Guimarães de
Pagliaro, Heloisa
Santos, Ricardo Ventura
Affilliation: Fundação Nacional de Saúde. Distrito Sanitário Especial Indígena Xavante. Barra do Garças, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, Brasil
Universidade Federal de São Paulo-Escola Paulista de Medicina. Departamento de Medicina Preventiva. São Paulo, Brasil
Universidade Federal do Rio de Janeiro. Museu Nacional. Rio de Janeiro, Brasil
Abstract: Este estudo descreve o perfil demográfico dos índios Boróro de Mato Grosso, Brasil, no período de 1993 a 1996. O levantamento incluiu cadastros anuais e registros de eventos vitais, coletados a partir das atividades rotineiras do serviço de saúde da Fundação Nacional do Índio, da população de três aldeias (Garças, Meruri e Morada dos Boróro). A taxa média de crescimento foi de 2,4% ao ano. Observou-se que 44% da população tinham menos de 15 anos, com idade mediana de 16 anos. Verificaram-se taxas brutas de natalidade de 30,9 por mil e de mortalidade de 7,3 por mil. A taxa de mortalidade infantil para o período foi de 58,8 óbitos por mil nascidos vivos, e de fecundidade total de 4,3 filhos por mulher. As mulheres se casam mais cedo do que os homens e há um número expressivo de adultos, tanto homens (26,7%) quanto mulheres (13,3%) fora de uniões conjugais. Um aspecto que chama atenção é a relativamente baixa fecundidade encontrada se comparada a de outros grupos indígenas. Destaca-se a importância da coleta e análise sistemáticas de dados demográficos para os povos indígenas.
Abstract: This paper analyzes the demographic profile of the Boróro Indians from Mato Grosso State, Brazil, from 1993 to 1996. Data came from annual collection and registration of vital statistics conducted by the health service in three villages (Garças, Meruri, and Morada dos Boróro). The average annual population growth rate was 2.4%. Nearly half (44%) of the population was younger than 15 years (median 16 years). The crude birth rate was 30.9 per 1,000 and the crude death rate 7.3 per 1,000 inhabitants. The infant mortality rate was high (58.8 per thousand live births), probably resulting from precarious health conditions in the villages. The results showed that women married younger than men and that there were numerous unmarried adult men (26.7%) and women (13.3%), as compared to data from other indigenous groups. The total fertility rate of Boróro women was 4.3, quite low compared to other indigenous communities in Brazil. The study emphasizes the importance of systematically collecting and analyzing demographic data on indigenous populations.
Keywords: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Mato Grosso
Região Amazônica
Epidemiologia
Região Centro-Oeste
Mortalidade
Demografia
Fecundidade
Bororo
Estudos Epidemiológicos
Boróro
Mortalidade Infantil
DeCS: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Ecossistema Amazônico
Epidemiologia
Mortalidade
Demografia
Fecundidade
Estudos Epidemiológicos
Mortalidade Infantil
Issue Date: Feb-2009
Publisher: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Citation: SOUZA, Luciene Guimarães de; PAGLIARO, Heloisa; SANTOS, Ricardo Ventura. Perfil demográfico dos índios Boróro de Mato Grosso, Brasil, 1993-1996. Cadernos de Saúde Pública, v. 25, n. 2, p. 328-336, 2009.
metadata.dc.identifier.doi: 10.1590/S0102-311X2009000200011
ISSN: 1678-4464
Copyright: open access
Appears in Collections:EPI - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
751998919.pdf95.88 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.