Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/1138
Title: Dimensões e potencialidades dos sistemas de informação geográfica na saúde indígena
Other Titles: Dimensions and potentialities of the geographic information system on indigenous health
Authors: Garnelo, Luiza
Brandão, Luiz Carlos
Levino, Antônio
Affilliation: Fundação Instituto Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Leônidas & Maria Deane. Manaus, AM, Brasil
Universidade Federal do Amazonas. Núcleo de Estudos de Saúde Pública. Manaus, AM, Brasil
Abstract: Objetivo: Discutir as potencialidades do sistema de informação geográfico na análise do perfil epidemiológico, sociodemográfico e da organização dos serviços de saúde dirigidos aos povos indígenas. Métodos: Foi efetuada a análise georreferenciada das notificações de tuberculose, malária e da mortalidade de 374.123 indígenas distribuídos em 36 Distritos Sanitários Especiais Indígenas em todo o Brasil. Definiu-se um gradiente da intensidade do risco de adoecimento indígena por tuberculose, malária e mortalidade infantil nos anos de 2000 a 2002, comparando-os com os coeficientes encontrados na população não indígena no mesmo período. Resultados: O estudo mostrou que os dados previamente disponíveis são fragmentários, não possibilitando uma visão de conjunto das condições de vida e da situação de saúde dos grupos étnicos. A construção de gradientes de risco evidenciou coeficientes de incidência de tuberculose superiores em mais de 1.000 vezes àqueles encontrados para a população geral brasileira. O Índice Parasitário Anual médio de malária na população indígena superou em até 10 vezes os valores médios encontrados para a população não-indígena e o Coeficiente de Mortalidade Infantil variou entre 74,7/ 1.000 nascidos vivos em 2000 e 56,5/1.000 em 2001, superando em mais de 100% a média nacional para o período. Conclusões: O Sistema de Informação Geográfica se revela uma ferramenta útil para a gestão, possibilitando análises de situações sanitárias, avaliação de risco populacional, construção de cenários que viabilizem o planejamento de estratégias de intervenção nos diversos níveis, transitando com rapidez e eficiência entre macro e micro realidades.
Abstract: Objective: To discuss the potentials of the Geographic Information System in the analysis of the epidemiological and socio-demographic profiles of indigenous peoples and of the organization of health services directed towards their care. Methods: Geoprocessing analysis of tuberculosis, malaria and mortality notification of 374,123 indigenous people distributed in 36 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Special Indigenous Sanitary Districts) in Brazil was conducted. A gradient of risk intensity for tuberculosis, malaria, and infant mortality among indigenous populations was defined for the years 2000 to 2002. These coefficients were then compared with those of nonindigenous populations, during the same period. Results: The analysis showed that the previous available data are fragmentary and do not allow for a comprehensive assessment of life conditions and health situations of these ethnic groups. The construction of gradients of risk indicated incidence of tuberculosis coefficients among the indigenous population more than 1,000 times greater than those found among the general population in Brazil. The mean malaria API among the indigenous population was up to 10 times greater than the mean values found among the non-indigenous population and the coefficient of infant mortality among the indigenous population varied from 74.7/1,000 live births in 2000 to 56.5/1,000 live births in 2001, exceeding the national average (31.8/1,000) for the same period in more than 100%. Conclusions: The Geographic Information System is a useful administrative tool for assessing health conditions, evaluating population risks, constructing scenarios, and planning intervention strategies in several levels, shifting quickly and efficiently between macroand micro-level realities.
Keywords: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Malária
Mortalidade
Tuberculose
Estudos Epidemiológicos
Mortalidade Infantil
Doenças Infecciosas e Parasitárias
Perfil de Saúde
Mapeamento Geográfico
Sistemas de Informação Geográfica
DeCS: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Malária
Mortalidade
Tuberculose
Estudos Epidemiológicos
Mortalidade Infantil
Perfil de Saúde
Mapeamento Geográfico
Sistemas de Informação Geográfica
Issue Date: 2005
Publisher: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Citation: GARNELO, Luiza; BRANDãO, Luiz Carlos; LEVINO, Antônio. Dimensões e potencialidades dos sistemas de informação geográfica na saúde indígena. Revista de Saúde Pública, v. 39, n. 4, p. 634-640, 2005.
metadata.dc.identifier.doi: 10.1590/S0034-89102005000400018
ISSN: 1518-8787
Other Identifiers: 10.1590/S0034-89102005000400018
1518-8787
Copyright: open access
Appears in Collections:EPI - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
786954338.pdf312.17 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.