Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/1139
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorTavares, Felipe Guimarães-
dc.contributor.authorCoimbra Junior, Carlos E. A.-
dc.contributor.authorCardoso, Andrey Moreira-
dc.date.accessioned2019-10-03T15:35:06Z-
dc.date.available2019-10-03T15:35:06Z-
dc.date.issued2013-
dc.identifier.citationTAVARES, Felipe Guimarães; COIMBRA JR., Carlos E. A.; CARDOSO, Andrey Moreira. Níveis tensionais de adultos indígenas Suruí, Rondônia, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, v. 18, n. 5, p. 1399-1409, 2013.en_US
dc.identifier.issn1413-8123-
dc.identifier.urihttp://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/1139-
dc.description.abstractOs povos indígenas no Brasil vivenciam acelerado processo de transição nutricional e epidemiológica, verificando-se a emergência de doenças e agravos não transmissíveis, como hipertensão arterial (HA). Realizou-se, em 2005, um estudo transversal para descrever os níveis tensionais em adultos (> 20 anos) indígenas Suruí, Rondônia, e investigar sua relação com o estado nutricional e o nível socioeconômico (SSE). Foram visitadas 9 aldeias e avaliados 251 indivíduos (87,4% dos elegíveis). As médias de pressão arterial sistólica (PAS) e pressão arterial diastólica (PAD) foram maiores no sexo masculino e superiores às verificadas em 1988, com incremento na média da PAS de 7,9 mmHg e de 1,4 mmHg, em mulheres e homens, respectivamente. A PAS correlacionou-se positivamente com a razão cintura quadril (RCQ) em ambos os sexos, e com a idade, no sexo feminino. A PAD apresentou correlações estatisticamente significativas com todas as variáveis antropométricas, exceto com estatura e área muscular do braço. A prevalência de HA foi de 2,8% (M: 2,4%; F: 3,1%). Essa prevalência foi maior nos indiví- duos > 40 anos, com perímetro da cintura (PC) ou RCQ elevados, sobretudo no grupo feminino e também no grupo de mais baixo de SSE. A HA é um problema de saúde emergente entre os Suruí, devendo receber atenção do sistema de saúde e dos pesquisadores.en_US
dc.language.isopor-
dc.publisherABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletivaen_US
dc.rightsopen accessen_US
dc.subject.otherBrasilen_US
dc.subject.otherÍndios Sul-Americanosen_US
dc.subject.otherRegião Norteen_US
dc.subject.otherSaúde de Populações Indígenasen_US
dc.subject.otherMato Grossoen_US
dc.subject.otherRegião Amazônicaen_US
dc.subject.otherRegião Centro-Oesteen_US
dc.subject.otherHipertensãoen_US
dc.subject.otherSuruíen_US
dc.subject.otherRondôniaen_US
dc.subject.otherAntropometriaen_US
dc.subject.otherPressão Arterialen_US
dc.subject.otherEstudos Epidemiológicosen_US
dc.subject.otherEstado Nutricionalen_US
dc.subject.otherDoenças Crônicas não Transmissíveisen_US
dc.titleNíveis tensionais de adultos indígenas Suruí, Rondônia, Brasilen_US
dc.title.alternativeBlood pressure levels of Suruí indigenous adults in Rondônia, Brazilen_US
dc.typeArticleen_US
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.en_US
dc.description.abstractenIndigenous peoples in Brazil are experiencing rapid epidemiologic and nutritional transition, with non-communicable diseases such as hypertension emerging in their health profile. A cross-sectional study was conducted in 9 Suruí Indian villages (n-251 subjects) in Rondônia, Brazilian Amazon, in 2005, in order to assess blood pressure levels in adults (>20 years of age), as well as to investigate its possible relationship with nutritional and socioeconomic status (SES). Mean systolic blood pressure (SBP) and diastolic blood pressure (DBP) were higher in men. On average, an increase in SBP of 7.9 mmHg and of 1.4 mmHg in women and men, respectively, was detected. SBP was positively correlated with waist-hip ratio (WHR) in both sexes and with age in women. DBP showed statistically significant correlations with all anthropometric variables, except height and arm muscle area. The prevalence of hypertension was 2.8% (M: 2.4%, F: 3.1%), being higher in subjects > 40 years with PC or high WHR, especially in women and also in the group that manifested lower SES. The study concludes that hypertension is an emerging health problem among the Suruí.en_US
dc.identifier.doi10.1590/S1413-81232013001100025-
dc.subject.decsBrasilen_US
dc.subject.decsÍndios Sul-Americanosen_US
dc.subject.decsSaúde de Populações Indígenasen_US
dc.subject.decsHipertensãoen_US
dc.subject.decsAntropometriaen_US
dc.subject.decsPressão Arterialen_US
dc.subject.decsEstudos Epidemiológicosen_US
dc.subject.decsEstado Nutricionalen_US
dc.subject.decsDoenças não Transmissíveisen_US
Appears in Collections:AN - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
923958868.pdf130.68 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.