Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/1163
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorLangdon, Esther Jean-
dc.contributor.authorDiehl, Eliana Elisabeth-
dc.contributor.authorWiik, Flávio Braune-
dc.contributor.authorDias-Scopel, Raquel Paiva-
dc.date.accessioned2019-10-04T17:12:17Z-
dc.date.available2019-10-04T17:12:17Z-
dc.date.issued2006-12-
dc.identifier.citationLANGDON, Esther Jean. et al. A participação dos agentes indígenas de saúde nos serviços de atenção à saúde: a experiência em Santa Catarina, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 22, n. 12, p. 2637-2646, 2006.en_US
dc.identifier.issn0103-311X-
dc.identifier.urihttp://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/1163-
dc.description.abstractA Constituição Federal de 1988 delineou as bases políticas em que se devem efetivar as relações entre os povos indígenas e o Estado brasileiro, tendo como premissa básica o reconhecimento “aos índios, sua organização social, costume, línguas, crenças e tradições...” (art. 231). Este reconhecimento é refletido na Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas (PNASPI) e incorporado aos documentos da Fundação Nacional de Saúde (FUNASA), órgão encarregado pela gestão do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena e dos Distritos Sanitários Especiais de Saúde Indígena (DSEI), que ressaltam a necessidade de fornecer uma atenção diferenciada que garanta concomitantemente o acesso universal aos serviços de saúde, assim como o respeito e a valorização da medicina tradicional. Este trabalho examina os resultados de pesquisa sobre os agentes indígenas de saúde (AIS) – membros integrantes da Equipe Multidisciplinar de Saúde Indígena (EMSI), nas Terras Indígenas Xapecó e Laklãnõ em Santa Catarina, Brasil, cujo papel é definido na atenção básica de saúde como mediador entre os saberes e práticas de atenção à saúde tradicionais e biomédicosen_US
dc.language.isopor-
dc.publisherEscola Nacional de Saúde Pública Sergio Aroucaen_US
dc.rightsopen accessen_US
dc.subject.otherBrasilen_US
dc.subject.otherÍndios Sul-Americanosen_US
dc.subject.otherAgentes Indígenas de Saúdeen_US
dc.subject.otherSaúde de Populações Indígenasen_US
dc.subject.otherCapacitação de Recursos Humanos em Saúdeen_US
dc.subject.otherPessoal de Saúdeen_US
dc.subject.otherFUNASAen_US
dc.subject.otherDSEI Interior Sulen_US
dc.subject.otherRegião Sulen_US
dc.subject.otherGuaranien_US
dc.subject.otherAtenção Primária à Saúdeen_US
dc.subject.otherPolítica Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenasen_US
dc.subject.otherSanta Catarinaen_US
dc.subject.otherKaingangen_US
dc.subject.otherFormulação de Políticasen_US
dc.subject.otherKaingángen_US
dc.subject.otherMedicina Tradicionalen_US
dc.subject.otherXoklengen_US
dc.subject.otherServiços de Saúde do Indígenaen_US
dc.subject.otherAtenção Diferenciadaen_US
dc.subject.otherPesquisa Qualitativaen_US
dc.subject.otherTrabalho em Saúdeen_US
dc.subject.otherPolítica de Saúde Indígenaen_US
dc.titleA participação dos agentes indígenas de saúde nos serviços de atenção à saúde: a experiência em Santa Catarina, Brasilen_US
dc.title.alternativeParticipation by indians health agents in health services: the experience in Santa Catarina State, Brazilen_US
dc.typeArticleen_US
dc.creator.affilliationUniversidade Federal de Santa Catarina. Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Florianópolis, SC, Brasil.en_US
dc.creator.affilliationUniversidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Florianópolis, SC, Brasil.en_US
dc.creator.affilliationInstituto Superior de Estudos da Religião. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.en_US
dc.creator.affilliationUniversidade Estadual da Zona Oeste. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.en_US
dc.creator.affilliationUniversidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social. Florianópolis, SC, Brasil.en_US
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Leônidas e Maria Deane. Manaus, AM, Brasil.en_US
dc.description.abstractenThis study analyzes the role and training of indian health agents as defined by the National Policy for Health Care of Indians Peoples on two Indian reservations in Santa Catarina, Brazil. The health agent’s role in primary care is based on mediation between traditional health practices and biomedicine, subsumed in the concept of differentiated care. On both reservations, a large turnover of indigenous health agents and lack of adequate training were observed. The indigenous health agents expressed difficulty in understanding the reasons for their activities, role ambiguity vis-à-vis the community, and communications problems with other health professionals. Considering the national policy guidelines, this study indicates that the provision of differentiated care is precarious and that a dialogue is necessary, with actual participation by all stakeholders in the health services.en_US
dc.identifier.doi10.1590/S0102-311X2006001200013-
dc.subject.decsBrasilen_US
dc.subject.decsÍndios Sul-Americanosen_US
dc.subject.decsSaúde de Populações Indígenasen_US
dc.subject.decsCapacitação de Recursos Humanos em Saúdeen_US
dc.subject.decsPessoal de Saúdeen_US
dc.subject.decsDistrito Sanitário Especial Indígena (DSEI)en_US
dc.subject.decsSistemas Locais de Saúdeen_US
dc.subject.decsAtenção Primária à Saúdeen_US
dc.subject.decsFormulação de Políticasen_US
dc.subject.decsMedicina Tradicionalen_US
dc.subject.decsServiços de Saúde do Indígenaen_US
dc.subject.decsPesquisa Qualitativaen_US
dc.subject.decsPolítica de Saúdeen_US
Appears in Collections:PSSI - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
316172289.pdf104.43 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.