Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/1322
Title: Excesso de peso e baixa estatura em crianças de comunidades urbana, rural e indígena
Authors: Tagliari, Itamar Adriano
Ferreira, Maria Beatriz Rocha
Silva, Larissa Rosa da
Pizzi, Juliana
Leite, Neiva
Affilliation: Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Departamento de Educação Física. Ponta Grossa, PR, Brasil.
Universidade Federal da Grande Dourados. Faculdade de Educação. Dourados, MS, Brasil.
Universidade Federal do Paraná (UFPR. Departamento de Educação Física. Curitiba, PR, Brasil.
Universidade Paranaense (UNIPAR). Curso de Educação Física. Francisco Beltrão, PR, Brasil.
Universidade Federal do Paraná (UFPR). Departamento de Educação Física. Curitiba, PR, Brasil.
Abstract: As modifi cações no estilo de vida têm favorecido o aumento do excesso de peso na população infanto-juvenil e há carência de estudos nesta área na população indígena. Objetivo: verifi car o excesso de peso e a baixa estatura em crianças de 8 e 9 anos, de ambos os sexos, provenientes das comunidades urbana, rural e indígena do Município de Nova Laranjeiras do Estado do Paraná. Método: Estudo descritivo. Foram avaliados 277 (148 meninos) escolares e divididos em três grupos: Rural (n=100), urbano (n=99) e indígena (n = 78). Todos foram avaliados quanto à massa corporal (kg), estatura (m), índice de massa corporal. A análise dos dados foi efetuada por meio da Analysis of Covariance e do Qui-quadrado (P < 0,05). Resultados: Dentre os 277 escolares avaliados, a prevalência de excesso de peso foi de 14,6% da área rural, de 27,1% da área urbana e de 30,3% da área indígena nos meninos, e de 15,7% nas rurais, de 17,6% nas urbanas e 20% nas indígenas nas meninas. Não houve diferença nas frequências de excesso de peso entre os grupos em ambos os sexos. As crianças indígenas apresentam menor estatura em relação às crianças urbanas e rurais. Entre os indígenas, 42,4% dos meninos e 51,1% das meninas apresentaram baixa estatura. Apenas as crianças indígenas apresentaram excesso de peso e baixa estatura ao mesmo tempo, sendo prevalente em 15,1% dos meninos, e 11,1% das meninas. Conclusões: A baixa estatura é frequente em populações indígenas. Pesquisas que identifiquem suas causas e consequências são necessárias. As crianças apresentaram elevados índices de excesso de peso em todas as regiões, demonstrando que maus hábitos alimentares e sedentarismo não são características apenas dos centros urbanos
Keywords: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Epidemiologia
Paraná
Região Sul
Saúde da Criança
Antropometria
Índice de Massa Corporal
Estado Nutricional
Avaliação Nutricional
Desigualdades em Saúde
Sobrepeso e Obesidade
Baixa Estatura para Idade
Inquéritos Nutricionais
Desnutrição Infantil
Transição Nutricional
DeCS: Brasil
Saúde de Populações Indígenas
Índios Sul-Americanos
Epidemiologia
Antropometria
Saúde da Criança
Índice de Massa Corporal
Estado Nutricional
Desnutrição Infantil
Transição Nutricional
Issue Date: 2016
Publisher: Centro de Estudos de Crescimento e Desenvolvimento do Ser Humano
Citation: ADRIANO TAGLIARI, Itamar; et al. Excesso de peso e baixa estatura em crianças de comunidades urbana, rural e indígena. Revista Brasileira de Crescimento e Desenvolvimento Humano, v. 26, n. 1, p. 1-7, 2016.
metadata.dc.identifier.doi: 10.7322/jhgd.113723
ISSN: 104-1282
Copyright: open access
Appears in Collections:AN - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
237199977.pdf71.91 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.