Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/1371
Título: Relações de Substância e Consumo de Álcool entre os Mbyá-Guarani
Autor(es): Ferreira, Luciane Ouriques
Afiliação: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC, Brasil
Resumo: Os Mbyá-Guarani costumam afirmar que a bebida alcoólica possui um espírito que não tem parente e, por isso, ao consumi-la, a pessoa pode comprometer o vínculo social com os seus familiares. A partir dessa premissa propõe-se refletir sobre como o idioma da substancialidade que informa as relações de parentesco sustenta a compreensão nativa sobre os efeitos gerados pelas bebidas alcoólicas introduzidas pelo contato, no âmbito das aldeias no Rio Grande do Sul. Para tanto, considera-se os dados etnográficos que emergiram no contexto da pesquisa-ação sobre o consumo de álcool realizada junto aos Mbyá, entre os anos 2000 e 2004. Esses dados demonstram quanto a lógica da substancialidade ordena as relações não só entre parentes Mbyá, mas também entre eles e os seres e “coisas” advindas do mundo dos brancos.
Resumo em inglês: The Mbyá-Guarani usually affirm that the alcoholic drinks has a spirit that has no relative and therefore when consuming it the person can compromise the social bond with its relatives. Based on this premise, I propose to reflect on how the language of substantiality that informs kinship relations supports the native understanding of the effects of alcoholic drinks introduced by contact within the villages in Rio Grande do Sul. Ethnographic studies that emerged in the context of the action research on alcohol consumption carried out among the Mbyá between the years 2000 and 2004. These data demonstrate how much the logic of substantiality orders relations not only between Mbyá relatives, but also between them and the beings and ‘things’ from the white world.
Palavras-chave: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Região Sul
Saúde Mental
Etnografia
Rio Grande do Sul
Consumo de Bebidas Alcoólicas
Mbyá-Guarani
Pesquisa Qualitativa
Antropologia da Saúde
Guarani Mbya
Abuso de Álcool
Alcoolização
DeCS: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Saúde Mental
Antropologia Cultural
Consumo de Bebidas Alcoólicas
Pesquisa Qualitativa
Antropologia Médica
Data do documento: Jun-2017
Editor: Universidade Federal de Santa Catarina
Referência: FERREIRA, Luciane Ouriques. Relações de Substância e Consumo de Álcool entre os Mbyá-Guarani. ILHA, Florianópolis, v. 19, n. 1, p. 26157-162, jun. 2017.
ISSN: 2175-8034
Direito autoral: open access
Aparece nas coleções:ASMT - Artigos de Periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
230430241.pdf143.41 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


O uso do material disponibilizado neste repositório deve ser feito de acordo e dentro dos limites autorizados pelos Termos de Uso.