Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/1476
Title: Retardo no diagnóstico da tuberculose em município da tríplice fronteira Brasil, Paraguai e Argentina
Authors: Silva-Sobrinho, Reinaldo Antonio
Andrade, Rubia Laine de Paula
Ponce, Maria Amélia Zanon
Wysocki, Anneliese Domingues
Brunello, Maria Eugenia
Scatena, Lucia Marina
Ruffino-Netto, Antonio
Villa, Tereza Cristina Scatena
Affilliation: Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Foz do Iguaçu, PR, Brasil
Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, SP, Brasil
Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, SP, Brasil
Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, SP, Brasil
Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, SP, Brasil
Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Uberaba, MG, Brasil
Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, SP, Brasil
Abstract: OBJETIVO: Identificar os aspectos relacionados aos doentes e aos serviços de saúde no retardo do diagnóstico da tuberculose. MÉTODOS: Estudo epidemiológico em Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil, realizado em 2009. Utilizou-se o instrumento The Primary Care Assessment Tool adaptado para a avaliação da atenção à tuberculose. Empregaram-se também técnicas de estatística descritiva, como análise de frequência, medidas de posição (mediana e intervalos interquartis) e odds. RESULTADOS: Houve retardo na busca por serviços de saúde entre aqueles na faixa etária > 60 anos, sexo feminino, baixa escolaridade e conhecimento precário sobre a doença. As variáveis clínicas caso novo e infecção por HIV e as variáveis comportamentais uso de cigarros e bebidas alcoólicas não estiveram relacionadas ao retardo no diagnóstico. O tempo para o diagnóstico atribuído ao doente e ao serviço de saúde foi de 30 e 10 dias (mediana), respectivamente. O Pronto Atendimento 24 Horas e a Atenção Primária à Saúde não foram efetivos para a suspeição de tuberculose e solicitação de exames de apoio diagnóstico, com alto percentual de encaminhamento para o ambulatório do Programa de Controle da Tuberculose. CONCLUSÕES: A procura pela Atenção Primária à Saúde para o diagnóstico resultou em maior tempo até a descoberta da doença. O ambulatório do Programa de Controle da Tubercu lose apresentou desempenho mais efetivo para o diagnóstico da tuberculose devido ao preparo da equipe e ao acolhimento ordenado com oferta de exames de apoio diagnóstico.
Keywords: Brasil
Tuberculose
Epidemiologia
Atenção Primária à Saúde
Estudos Epidemiológicos
Doenças Infecciosas e Parasitárias
Sistemas de Informação em Saúde
Condições Socioeconômicas
Avaliação de Serviços de Saúde
DeCS: Brasil
Saúde de Populações Indígenas
Índios Sul-Americanos
Tuberculose
Atenção Primária à Saúde
Doenças Infecciosas
Sistemas de Informação em Saúde
Avaliação de Serviços de Saúde
Issue Date: 2012
Publisher: World Health Organization
Citation: SILVA-SOBRINHO, Reinaldo Antonio; et al. Retardo no diagnóstico da tuberculose em município da tríplice fronteira Brasil, Paraguai e Argentina. Revista Panamericana de Salud Pública, v. 31, n. 6 , p. 461-468, 2012.
metadata.dc.identifier.doi: 10.1590/S1020-49892012000600003
ISSN: 1680-5348
Copyright: open access
Appears in Collections:AS - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
976591760.pdf161.51 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.