Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/1869
Título: Risco de espalhamento da COVID-19 em populações indígenas: considerações preliminares sobre vulnerabilidade geográfica e sociodemográfica
Autor(es): Codeço, Cláudia T.
Villela, Daniel
Coelho, Flávio
Gomes, Marcelo F. C.
Cruz, Oswaldo G.
Lana, Raquel M.
Caldas, Aline Diniz Rodrigues
Pontes, Ana Lúcia
Cardoso, Andrey M.
Cunha, Bárbara
Santos, Ricardo Ventura
Vespignani, Alessandro
Pastore y Piontti, Ana
Dal’Asta, Ana Paula
Damasco, Fernando
Davis, Jessica T.
Organizador: Fundação Oswaldo Cruz. Presidência. Programa de Computação Científica. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Fundação Getúlio Vargas. Escola de Matemática Aplicada. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca. Rio de Janeiro, Brasil
Resumo: Esse relatório analisa o potencial de exposição de populações indígenas à COVID-19 conforme ocorre a disseminação do SARS-CoV-2 pelo território brasileiro. Integrando diversas bases de dados, busca-se identificar quais são os segmentos da população indígena que apresentam maior vulnerabilidade segundo diferentes recortes populacionais, representados por indígenas residentes em municípios e zonas urbanas e rurais, em municípios abrangidos por Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs) e em Terras Indígenas (TIs) oficialmente reconhecidas. As análises baseiam-se na exposição geográfica da população indígena em municípios classificados segundo níveis de probabilidade de epidemia, estimada para a população municipal, com base em metodologia previamente reportada. Adicionalmente, foram descritos fatores socioeconômicos e demográficos potencialmente relacionados à vulnerabilidade à ocorrência de COVID-19 na população residente em TIs. Por ser o primeiro relatório de uma série que buscará acompanhar a disseminação da epidemia na população indígena, o enfoque do mesmo é de caráter descritivo. Isso se justifica de duas formas: (1) o grande desafio que tem sido reunir dados de diferentes fontes e instituições e realizar sua compatibilização para os diferentes níveis administrativos atribuídos às populações indígenas; (2) A urgência em gerar informações para subsidiar estratégias de contenção da pandemia e priorização de locais para intervenções por parte do poder público, o que justifica a necessidade de sermos oportunos, independentemente da completitude do relatório.
DeCS: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Pandemias
Infecções por Coronavírus
Demografia
Vulnerabilidade Social
Data do documento: Abr-2020
Referência: FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Risco de espalhamento da COVID-19 em populações indígenas: considerações preliminares sobre vulnerabilidade geográfica e sociodemográfica. Rio de Janeiro: Fiocruz/ENSP/PROCC; FGV, 2020. 36 p. 4. Relatório, 18 abril 2020.
Direito autoral: open access
Tipo de Documento: Relatório
Aparece nas coleções:DIP - Relatórios



O uso do material disponibilizado neste repositório deve ser feito de acordo e dentro dos limites autorizados pelos Termos de Uso.