Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/4079
Título: e-COVID Xingu: Mídias Sociais e Informação no Combate à Covid-19 em Altamira, Pará
Autor(es): Carvalho, Lucas Mendes
Nascimento, Felipe Azevedo Alberto
Granato, Renan Rocha
Damasceno, Osvaldo Correia
Teixeira, Francisco Bruno
Sato, Diana Albuquerque
Resumo: Resumo: Introdução: A necessidade de levar informação visando combater a Covid-19 é ainda mais urgente nas regiões em desenvolvimento, uma vez que nesses locais há carência de recursos, supervisão governamental limitada, consideráveis índices de pobreza e dificuldade de acesso à informação. Com base na realidade da Transamazônica e do Xingu e na urgente necessidade da diminuição do número de casos da Covid-19 na região, a qual depende da adesão da população às medidas preventivas, surgiu o projeto de extensão “e-COVID Xingu: Mídias Sociais e Informação no Combate à COVID-19 em Altamira, Pará”. Este trabalho tem como objetivo descrever as experiências dos integrantes desse projeto durante a pandemia na região. Relato de Experiência: O projeto adotou como público-alvo a população do Xingu, em especial as comunidades indígenas e rurais. Publicações nas redes sociais levaram informações sobre medidas de prevenção, grupos de risco e isolamento social. Para alcançar as populações mais vulneráveis e que não possuem acesso à internet, uma parceria com a rádio local levou material informativo para a zona rural e comunidades indígenas afastadas. O projeto também lançou uma cartilha, em português e kayapó, com orientações de prevenção da Covid-19 para os indígenas do Médio Xingu. Discussão: Os informativos conseguiram bom alcance pelas redes sociais. Ademais, os meios de comunicação em massa, como o rádio, ainda se mostram eficazes na disseminação de informações. Com multiplataformas pode-se fazer educação em saúde inclusiva a diversos grupos sociais, seja pela internet, pelo rádio ou por materiais físicos. Conclusão: Utilizando múltiplas ferramentas de comunicação e respeitando o distanciamento social, a universidade, por meio de ação extensionista, pôde contribuir no combate à Covid-19, ao levar informações e conhecimento ao público, e atentar à necessidade de também incluir e informar populações histórica, social e economicamente vulneráveis, como indígenas e comunidade rurais do Xingu. , Abstract: Introduction: The need to provide information in the fight against COVID-19 is more urgent in developing regions, which suffer from insufficient resources, limited government supervision, high poverty rates and difficulty in accessing information. Considering the reality experienced by those living by the Transamazonian Highway and the Xingu River and the urgent need to reduce COVID-19 cases in the region, which depends on the population taking prevention measures, this community outreach project called “e-COVID Xingu: Social media and information against COVID-19 in Altamira, Pará” took shape. This article aims to describe the experiences of the project members in the initial months of the outreach project during the pandemic in the region. Experience Report: The project’s audience target was the population of the Xingu region, especially indigenous communities and those living in rural areas. While posts on social media spread information about prevention, risk groups and social isolation, in order to reach the most vulnerable people, who lack an internet connection, a partnership with a local TV and radio broadcaster provided important information to these remote indigenous villages and rural communities. Moreover, an informative booklet with guidance on how to prevent infection by COVID-19 was released in both Portuguese and the Kayapo language to raise awareness and understanding among Xingu indigenous communities. Discussion: The posts on social media achieved a good reach in social media. Furthermore, mass media, like radio, remain efficient information disseminators. The use of multiple tools is one possible way to educate diverse social groups, including the use of the internet, the radio or printed materials. Conclusion: Using different communication platforms and respecting social distancing, the university, through this community outreach project, was able to contribute to the fight against COVID-19, spreading accurate and safe information and considering the need to include historically, socially and economically vulnerable population groups such as the indigenous and rural Xingu communities.
DeCS: Ações de Enfrentamento
Brasil
Educação em Saúde
Índios Sul-Americanos
Infecções por Coronavirus
Meios de Comunicação de Massa
Saúde de Populações Indígenas
Xingu
Zona Rural
Data do documento: 2020
Editor: Revista Brasileira de Educação Médica
Notas : CP10_29321
DOI: 10.1590/1981-5271v44.supl.1-20200392
ISSN: 1981-5271
0100-5502
Fonte da publicação anterior: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022020000500407&tlng=pt
Direito autoral: open access
Aparece nas coleções:DIP - Artigos de Periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Carvalho et al. - 2020 - e-COVID Xingu Mídias Sociais e Informação no Comb.pdf4.23 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


O uso do material disponibilizado neste repositório deve ser feito de acordo e dentro dos limites autorizados pelos Termos de Uso.