Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/4398
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorDias Júnior, Cláudio Santiago-
dc.contributor.authorVerona, Ana Paula de Andrade-
dc.contributor.authorPena, João Luiz-
dc.contributor.authorMachado-Coelho, George Luiz Lins-
dc.date.accessioned2021-05-11T13:12:20Z-
dc.date.available2021-05-11T13:12:20Z-
dc.date.issued2008-11-
dc.identifier10.1590/S0102-311X2008001100003
dc.identifier0102-311X
dc.identifier.citationDIAS JR., Cláudio Santiago; VERONA, Ana Paula de Andrade; PENA, João Luiz; MACHADO-COELHO, George Luiz Lins. Fecundidade das mulheres autodeclaradas indígenas residentes em Minas Gerais, Brasil: uma análise a partir do Censo Demográfico 2000. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 24, n. 11, p. 2477-2486, 2008.en_US
dc.identifier.issn10.1590/S0102-311X2008001100003-
dc.identifier.issn0102-311X-
dc.identifier.urihttp://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/4398-
dc.description.abstractAs populações indígenas aldeadas no Brasil apresentam alta taxa de fecundidade total (TFT), sendo que em alguns casos é observado o crescimento destas taxas ao longo do tempo. Já os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam um declínio da TFT da população autodeclarada indígena, independente da situação de domicílio (urbano, rural e rural específico). Este trabalho utiliza dados do Censo Demográfico 2000 para descrever e comparar a estrutura e o nível da fecundidade de período e coorte das mulheres autodeclaradas indígenas residentes em Minas Gerais, Brasil. Foram calculadas as taxas específicas de fecundidade (TEF), a TFT de período para o ano 2000 e a TFT de coorte para mulheres com cinqüenta anos e mais de idade. Os resultados mostram que as mulheres autodeclaradas indígenas residentes em Minas Gerais experimentaram um passado de alta fecundidade, independente da situação de domicílio. Concluiu-se que o uso do Censo Demográfico 2000 é uma importante fonte de dados para os estudos sobre populações indígenas no Brasil, tanto pelo seu alto grau de cobertura quanto pela riqueza das informações coletadas.en_US
dc.language.isoporen_US
dc.publisherEscola Nacional de Saúde Pública Sérgio Aroucaen_US
dc.rightsopen accessen_US
dc.subject.otherMinas Geraisen_US
dc.subject.otherRegião Sudesteen_US
dc.titleFecundidade das mulheres autodeclaradas indígenas residentes em Minas Gerais, Brasil: uma análise a partir do Censo Demográfico 2000en_US
dc.typeArticleen_US
dc.creator.affilliationThe University of Texas at Austin. Population Research Center, Austin, U.S.A / Laboratório de Epidemiologia, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, Brasilen_US
dc.creator.affilliationThe University of Texas at Austin. Population Research Center, Austin, U.S.Aen_US
dc.creator.affilliationUniversidade Federal de Ouro Preto. Laboratório de Epidemiologia. Ouro Preto, MG, Brasilen_US
dc.creator.affilliationUniversidade Federal de Ouro Preto. Departamento de Ciências Médicas. Ouro Preto, MG, Brasilen_US
dc.subject.decsBrasilen_US
dc.subject.decsSaúde de Populações Indígenasen_US
dc.subject.decsÍndios Sul-Americanosen_US
dc.subject.decsSaúde da Mulheren_US
dc.subject.decsFecundidadeen_US
dc.subject.decsDemografiaen_US
Appears in Collections:TR - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
187157484.html37.61 kBHTMLView/Open
204079942.pdf728.21 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.