Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/524
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMoreira, Rafael da Silveira-
dc.contributor.authorBarbosa, Jessyka Mary Vasconcelos-
dc.date.accessioned2019-07-24T18:59:43Z-
dc.date.available2019-07-24T18:59:43Z-
dc.date.issued2013
dc.identifier.citationBarbosa, Jessyka Mary Vasconcelos. Prevalência e fatores associados à pressão arterial elevada no povo indígena Xukuru do Orubá, Pesqueira-PE,2010. 2013. 102 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, Recife, 2013.
dc.identifier.urihttp://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/524-
dc.description.abstractDoenças cardiovasculares são as principais causas de morte no mundo e a pressão arterial (PA) elevada e um dos seus principais fatores de risco. As mudanças no estilo de vida das populações indígenas parecem contribuir para uma transição no perfil epidemiológico com emergência de doenças cronicas não transmissíveis, como a PA elevada. Diante disso, objetivou-se verificar a prevalência de PA elevada e seus fatores associados no povo indígena Xukuru do Ororuba, Pesqueira-PE. Para tanto, realizou-se um estudo transversal no povo Xukuru com idade igual e superior a 18 anos. Os dados relativos as variáveis sociodemograficas, econômicas e comportamentais foram coletados através de questionário estruturado. A PA foi medida duas vezes utilizando tensiometro digital profissional. Aqueles que apresentaram PA sistolica .140 mmHg e/ou PA diastolica .90 mmHg e/ou sob utilização de medicamento anti-hipertensivo, foram considerado com PA elevada. A analise dos dados foi efetuada com a utilização dos programas SPSS para Windows (versao 16) e Stata versao 10.1. O efeito de fatores estudados sobre a PA elevada foi estimado por meio de regressão de Poisson simples e as variáveis que apresentaram p0,25 foram selecionadas para as analises múltiplas, seguindo um modelo hierarquizado para entrada das variáveis, considerando um nível de significância de 5 por cento. A prevalência de PA elevada foi de 29,9 por cento. Os fatores associados a PA elevada após ajuste foram: aqueles nas faixas etárias mais avançadas, 30-39 anos (RP)en_US
dc.language.isopor-
dc.rightsopen accessen_US
dc.subject.otherBrasilen_US
dc.subject.otherÍndios Sul-Americanosen_US
dc.subject.otherRegião Norteen_US
dc.subject.otherSaúde de Populações Indígenasen_US
dc.subject.otherPernambucoen_US
dc.subject.otherDoenças Cardiovascularesen_US
dc.subject.otherFatores de Riscoen_US
dc.subject.otherPressão Arterialen_US
dc.subject.otherDoença crônicaen_US
dc.subject.otherXukuruen_US
dc.subject.otherCausas de Morteen_US
dc.subject.otherDoenças e Agravos Não Transmissíveisen_US
dc.titlePrevalência e fatores associados à pressão arterial elevada no povo indígena Xukuru do Orubá, Pesqueira-PE,2010
dc.typeDissertationen_US
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasilen_US
dc.degree.grantorFundação Oswaldo Cruz . Centro de Pesquisas Aggeu Magalhãesen_US
dc.degree.date2013-03-31-
dc.degree.localRecife/PEen_US
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Saúde Públicaen_US
Appears in Collections:DANT - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
278281099.pdf2.07 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.