Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/5356
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlves, Regina Coeli de Carvalho-
dc.contributor.authorCosta, Leonarda Ferreira-
dc.date.accessioned2021-12-01T17:50:19Z-
dc.date.available2021-12-01T17:50:19Z-
dc.date.issued2013-
dc.identifier.citationCOSTA, Leonarda Ferreira. Perfil Alimentar e Nutricional de crianças indígenas da etnia Pataxó, Cumuruxatiba, Bahia, Brasil. 2013. 35 f. TCC (Graduação em Nutrição) - Universidade de Brasília, Brasília, 2013en_US
dc.identifier.urihttp://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/5356-
dc.description.abstractO objetivo dessa pesquisa foi traçar o perfil alimentar e nutricional de crianças indígenas de duas aldeias da etnia Pataxó, em Cumuruxatiba, Bahia. A amostra incluiu 38 crianças com até 05 anos de idade. Foram coletados dados referentes ao peso, estatura, idade e sexo para determinação do diagnóstico do estado nutricional. Para identificar o perfil alimentar foi aplicado um Questionário de Frequência Alimentar (QFA) e da Dieta Habitual, sendo respondido pelos responsáveis, no caso, 24 mães. O questionário também foi utilizado para coletar dados socioeconômicos e de segurança alimentar e nutricional das famílias. Os dados da antropometria foram analisados utilizando as Curvas de Crescimento da OMS, 2006. Para a análise dos dados foi construída uma planilha eletrônica no programa Excel, utilizando a frequência estatística simples. Os resultados demonstram que 95% das crianças apresentaram estatura adequada para idade e apenas 5% apresentaram estatura baixa para idade. Para o índice peso por idade 3% apresentaram peso elevado para idade e 7% com baixo peso. A introdução de alimentos industrializados ocorre a partir do sexto mês. A renda per capita de 54,2 % das famílias está na faixa de ¼ a 0,5 salário mínimo. A maioria, 96% das famílias está em insegurança alimentar. Conclui-se que a introdução precoce de alimentos industrializados e a baixa renda podem ser fatores determinantes para os casos de aumento e déficit de peso nas crianças avaliadas. Os fatores socioeconômicos como renda e escolaridade são elementos fundamentais para formação dos hábitos alimentares das crianças e contribuem para garantir a segurança alimentar. Recomenda-se a implementação de ações primárias e contínuas de promoção à saúde, incluindo a vigilância nutricional, visando a melhoria na qualidade de vida e alimentar. Palavras-chave: indígenas, Pataxó, criança, alimentação, nutrição.en_US
dc.language.isoporen_US
dc.rightsopen accessen_US
dc.subject.otherPataxóen_US
dc.subject.otherBahiaen_US
dc.subject.otherRegião Nordesteen_US
dc.subject.otherAlimentação e Nutriçãoen_US
dc.titlePerfil Alimentar e Nutricional de crianças indígenas da etnia Pataxó, Cumuruxatiba, Bahia, Brasilen_US
dc.typeTCC-
dc.creator.affilliationUniversidade de Brasília. Faculdade de Ciências da Saúde. Brasília, DF, Brasilen_US
dc.degree.departmentDepartamento de Nutriçãoen_US
dc.degree.grantorUniversidade de Brasília. Faculdade de Ciências da Saúdeen_US
dc.degree.date2013-
dc.degree.localBrasíliaen_US
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências da Saúdeen_US
dc.subject.decsBrasilen_US
dc.subject.decsSaúde de Populações Indígenasen_US
dc.subject.decsÍndios Sul-Americanosen_US
dc.subject.decsSaúde da Criançaen_US
dc.subject.decsAlimentos, Dieta e Nutriçãoen_US
dc.subject.decsAlimentos Industrializadosen_US
dc.subject.decsHábitos Alimentaresen_US
Appears in Collections:AN - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
526052564.pdfPerfil Alimentar e Nutricional de crianças indígenas da etnia Pataxó, Cumuruxatiba, Bahia, Brasil415.07 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.