Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/5677
Title: Mortalidade por câncer de mama feminino no Brasil de acordo com a cor
Other Titles: Female breast cancer mortality in Brazil according to color
Authors: Soares, Leonardo Ribeiro
Gonzaga, Carolina Maciel Reis
Branquinho, Ludmilla Watanabe
Sousa, Ana-Luíza Lima
Souza, Marta Rovery
Freitas-Junior, Ruffo
Soares, Leonardo Ribeiro
Gonzaga, Carolina Maciel Reis
Branquinho, Ludmilla Watanabe
Sousa, Ana-Luíza Lima
Souza, Marta Rovery
Freitas-Junior, Ruffo
Abstract: OBJETIVO: Descrever a mortalidade por câncer de mama feminino no Brasil segundo a cor, nos anos de 2000 e 2010. MÉTODOS: Estudo descritivo, no qual os dados populacionais foram obtidos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As informações de óbitos por câncer de mama foram coletadas do Ministério da Saúde, através do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM). Foram calculadas as taxas de mortalidade bruta por câncer de mama feminino de acordo com a cor e o grupo etário, até 49 anos ou ≥ 50 anos. Os resultados foram também avaliados pelas cinco macrorregiões do país (Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste). RESULTADOS: No Brasil, em mulheres com 50 anos ou mais, as maiores taxas brutas de mortalidade por câncer de mama em 2000 foram de 62,6/100.000, 46,0/100.000 e 29,7/100.000, entre amarelas, brancas e pretas, respectivamente. Nas mulheres com menos de 50 anos, em 2000, a mortalidade bruta variou de 2,0/100.000 entre as indígenas a 6,8/100.000 entre as mulheres brancas. Após dez anos, em mulheres com idade superior a 50 anos, a taxa bruta de mortalidade entre amarelas, brancas e pretas foi de 21,5, 53,2 e 40,4 por 100.000, respectivamente. Nas macrorregiões do país, as maiores taxas de mortalidade por câncer de mama foram observadas nas mulheres brancas e pretas das regiões Sul e Sudeste. No Nordeste, as taxas de mortalidade em mulheres pretas e pardas dobraram em 2010. CONCLUSÃO: As taxas de mortalidade por câncer de mama apresentam variações étnicas e geográficas. Entretanto, não se pode excluir a possibilidade de que grandes variações tenham ocorrido em decorrência de melhoria na qualidade da informação sobre a mortalidade no país. Palavras-Chave: Neoplasias da mama/mortalidade; Origem étnica e saúde; Brasil
DeCS: Brasil
Saúde de Populações Indígenas
Índios Sul-Americanos
Saúde da Mulher
Epidemiologia
Desigualdades em Saúde
Neoplasias de Mama
Sistemas de Informação em Saúde
Origem Étnica e Saúde
Issue Date: 2015
Publisher: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Citation: SOARES, Leonardo Ribeiro; et al. Mortalidade por câncer de mama feminino no Brasil de acordo com a cor. Rev Bras Ginecol Obstet, v. 37, n. 8, p. 388-392, 2015.
metadata.dc.identifier.doi: 10.1590/SO100-720320150005319
ISSN: 0100-7203
Other Identifiers: 10.1590/SO100-720320150005319
0100-7203
Copyright: open access
Appears in Collections:EPI - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
997393300.pdfMortalidade por câncer de mama feminino no Brasil de acordo com a cor485.05 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.