Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/567
Título: Perfil nutricional das crianças menores de 05 anos pertencentes ao Distrito Sanitário Especial Indígena de Alagoas/Sergipe no período de 2009 a 2013.
Orientador: Clemente, Ana Paula Grotti
Autor(es): Souza, Maria Eduarda di Cavalcante Alves de
Afiliação: Universidade Federal de São Paulo. Universidade Aberta do Brasil - UAB. Pólo João Pessoa. João Pessoa, PR, Brasil
Resumo: Objetivou-se analisar o estado nutricional das crianças menores de 05 anos pertencentes ao Distrito Sanitário Especial Indígena de Alagoas/Sergipe (DSEI AL/SE). Para a determinação do perfil nutricional das crianças menores de cinco anos foi necessário à utilização das planilhas de estado nutricional de crianças menores de cinco anos do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN) Indígena o período de 2009 a 2013. Foram analisadas uma média de 1.522 crianças menores de cinco anos de ambos os sexos, correspondendo ao acompanhamento nutricional de aproximadamente 87,0% da média total das crianças nessa faixa etária. Em 2009, aproximadamente 6,0% dos menores de cinco anos apresentavam muito baixo peso (MBP) e baixo peso (BP), esse percentual decresceu para 2,6% em 2013, o que caracterizou uma redução de 3,4% na prevalência do déficit de peso para a idade. O risco nutricional, assim como o MBP e o BP também apresentou uma redução considerável de 5,6% no período analisado. Já o risco de sobrepeso se comportou de maneira distinta, com uma redução de 0,4% do primeiro para o segundo ano da análise, e com um incremento de 1,3% e 0,3% em 2011 e 2012 respectivamente, voltando no ano de 2013 a uma prevalência de 1,0% menor que a encontrada em 2009 (4,7%). Com relação ao excesso de peso não houve diferença estatística quando comparadas as prevalências de excesso de peso observadas entre os anos de 2009 e 2013 nos menores de cinco anos (X 2 = 1.44; p=0,23), porém quando realizada analisada semelhantes nas prevalências de baixo peso observou-se diferença estatística (X 2 = 22.52; p<0,0001) observadas nos mesmos anos. Apesar da redução da prevalência do déficit de peso para idade ter sido atingida, verifica-se um aumento na prevalência do risco de sobrepeso com o passar dos anos, coexistindo, nessa faixa etária, o déficit de peso e o risco de sobrepeso, em um processo denominado transição nutricional. Visualiza-se também, o quanto a falta de alimentos pode limitar o sucesso no tratamento e na prevenção do baixo peso, em contrapartida, observa-se o quanto o acesso a alimentos de baixa qualidade nutricional e a falta de informações sobre uma alimentação adequada pode contribuir para o perfil crescente da prevalência de sobrepeso/obesidade.
Palavras-chave: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Região Nordeste
Alagoas
Revisão
Avaliação Nutricional
Distrito Especial Indígena Alagoas/Sergipe
Nutrição da Criança
DeCS: Brasil
Índios Sul-Americanos
Avaliação Nutricional
Saúde de Populações Indígenas
Saúde da Criança
Nutrição da Criança
Data do documento: 2014
Referência: SOUZA, Maria Eduarda di Cavalcante Alves de. Perfil nutricional das crianças menores de 05 anos pertencentes ao Distrito Sanitário Especial Indígena de Alagoas/Sergipe no período de 2009 a 2013.2014. 41 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Saúde Indígena) Universidade Federal de São Paulo. Universidade Aberta do Brasil. Maceió, 2014
Data de defesa: 2014
Local de defesa: Maceió/AL
Departamento: Universidade Aberta do Brasil
Instituição de defesa: Universidade Federal de São Paulo. Universidade Aberta do Brasil.
Programa: Programa de Especialização em Saúde Indígena
Direito autoral: open access
Aparece nas coleções:AN - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
471418052.pdf1.16 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


O uso do material disponibilizado neste repositório deve ser feito de acordo e dentro dos limites autorizados pelos Termos de Uso.