Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/5682
Título: O museu da FUNASA e a saúde indígena
Autor(es): Teixeira, Carla Costa
Afiliação: Universidade de Brasília. Brasília, DF, Brasil
Resumo: Este artigo analisa a política brasileira de saúde indígena a partir da investigação do processo histórico e político-institucional recente que possibilitou a criação da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) em 1991. Busca articular dois eixos de reflexão, a partir do acervo do Museu da Funasa e de entrevistas com funcionários da Funasa, trançando fios que possibilitem (i) esboçar uma genealogia da Fundação Nacional de Saúde e que, por outro, (ii) iluminem as conexões entre a consolidação de um campo discursivo de respeito à diversidade nas políticas de saúde e sua incorporação da autoridade dos discursos e práticas antropológicos. Consiste, portanto, numa abordagem que articula narrativas biográficas e memória institucional
Palavras-chave: FUNASA
Museus
DeCS: Brasil
Saúde de Populações Indígenas
Índios Sul-Americanos
Política Pública
Políticas de Saúde
Antropologia
Data do documento: 2007
Editor: Universidade de Brasília
Referência: TEIXEIRA, Carla Costa. O museu da FUNASA e a saúde indígena. Série Antropologia, Brasília, v. 409, p. 6-31, 2007
Direito autoral: open access
Aparece nas coleções:TR - Artigos de Periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
O museu da FUNASA e a saúde indígena.pdf1.28 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


O uso do material disponibilizado neste repositório deve ser feito de acordo e dentro dos limites autorizados pelos Termos de Uso.