Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/579
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSantos, Ricardo Ventura-
dc.contributor.authorArantes, Rui-
dc.date.accessioned2019-08-06T19:10:07Z-
dc.date.available2019-08-06T19:10:07Z-
dc.date.issued2005
dc.identifier.citationARANTES, Rui. Saúde bucal dos povos indígenas do Brasil e o caso dos Xavantes de Mato Grosso. 2005. 152 f. Tese (Doutorado em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2005.
dc.identifier.urihttp://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/579-
dc.description.abstractO processo de transição epidemiológica experimentado pelos grupos indígenas no Brasil, frente ao contato permanente com a sociedade não-indígena, tem assumido contornos diversos, dependendo da etnia e do contexto sócio-ambiental em que estão inseridos. A presente tese procura levantar questões relacionadas à saúde bucal desses grupos populacionais. São discutidas questões ligadas à escassez de dados, que inviabiliza o delineamento de um panorama amplo e robusto sobre as condições de saúde desses grupos; e as interferências das mudanças sócio-econômicas e ambientais sobre seu perfil de saúde bucal. A partir do caso Xavante, realiza-se um estudo epidemiológico envolvendo diferentes comunidades. Os dados coletados em diferentes Terras Indígenas Xavante permitiram desenvolver um estudo epidemiológico comparativo entre os diferentes subgrupos Xavante, utilizando o índice CPOS. As diferenças significativas de prevalência de cárie encontradas indicam forte interferência de fatores locais sobre os níveis da doença nas diferentes comunidades. (...) Conclui-se que os Xavante, de modo geral, apresentaram condições de saúde bucal, em particular de cárie, que apontam para aumento ao longo do tempo, evidenciando falta de acesso a serviços odontológicos e a métodos preventivos. A expansão de atividades de prevenção e promoção em saúde bucal é de fundamental importância no atual contexto sócio-sanitário no qual está inserido o povo Xavante.en_US
dc.language.isopor-
dc.rightsopen accessen_US
dc.subject.otherBrasilen_US
dc.subject.otherÍndios Sul-Americanosen_US
dc.subject.otherSaúde de Populações Indígenasen_US
dc.subject.otherPopulação Indígenaen_US
dc.subject.otherMato Grossoen_US
dc.subject.otherRegião Centro-Oesteen_US
dc.subject.otherRegião Amazônicaen_US
dc.subject.otherEpidemiologiaen_US
dc.subject.otherXavanteen_US
dc.subject.otherCárie Dentáriaen_US
dc.subject.otherSaúde Bucalen_US
dc.subject.otherPromoção da Saúdeen_US
dc.titleSaúde bucal dos povos indígenas do Brasil e o caso dos Xavantes de Mato Grosso
dc.typeThesisen_US
dc.contributor.advisorcoFrazão, Paulo-
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.en_US
dc.degree.grantorFundação Oswaldo Cruz . Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Aroucaen_US
dc.degree.localRio de Janeiro/RJen_US
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Saúde Públicaen_US
Appears in Collections:TR - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
098281725.pdf13.59 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.