Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/5902
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorDias, Ádila Liliane Barrospt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Cintia Mara da Costapt_BR
dc.contributor.authorCastilho, Márcia da Costapt_BR
dc.contributor.authorSilva, Maria do Socorro Pontes dapt_BR
dc.contributor.authorBraga, Wornei Silva Mirandapt_BR
dc.date.accessioned2022-01-19T18:59:22Z-
dc.date.available2022-01-19T18:59:22Z-
dc.date.issued2012en_US
dc.identifier.citationDIAS, Ádila Liliane Barros et al. Caracterização molecular do vírus da hepatite B em população autóctone e população endógena do Município de Lábrea, na Amazônia ocidental brasileira. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 45, n. 1, p. 9-12, Jan./Feb. 2012.pt_BR
dc.identifier.issn0037-8682pt_BR
dc.identifier.urihttp://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/5902-
dc.description.abstractIntrodução: A infecção pelo vírus da hepatite B (VHB) é um importante problema de saúde pública no mundo. O VHB é classificado em oito genótipos diferentes, A-H, com distinta distribuição geográfica. No Brasil, os genótipos mais frequentes são o A, D e F. Métodos: Objetivo deste estudo foi caracterizar os genótipos do VHB, em região endêmica de infecção pelos vírus da hepatite B e hepatite D (VHD), na Amazônia Ocidental Brasileira. Foram analisadas 86 amostras sororreativas para o HBsAg de indivíduos indígenas e não-indígenas, obtidas de inquéritos sorológicos realizados no município de Lábrea, Estado do Amazonas. Resultados: Das 86 amostras sororreativas, 39 foram VHB-DNA positivas pela semi-nested PCR. Os genótipos foram estabelecidos pelo sequenciamento da região do gene S amplificado. Foram obtidas 20 sequências, classificadas em três genótipos A, D e F; sendo o genótipo A o mais frequente (60%), seguido do D (35%) e F (5%). Conclusões: O perfil de distribuição dos genótipos encontrados do VHB reflete o padrão de ocupação histórica da região.pt_BR
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (FAPEAM)pt_BR
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)pt_BR
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)pt_BR
dc.language.isoengen_US
dc.publisherSociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMTpt_BR
dc.rightsopen accessen_US
dc.subject.otherAmazonaspt_BR
dc.subject.otherRegião Nortept_BR
dc.subject.otherRegião Amazônicapt_BR
dc.subject.otherHepatites Viraispt_BR
dc.titleCaracterização molecular do vírus da hepatite B em população autóctone e população endógena do Município de Lábrea, na Amazônia ocidental brasileirapt_BR
dc.title.alternativeMolecular characterization of the hepatitis B virus in autochthonous and endogenous populations in the western brazilian Amazonen_US
dc.typeArticleen_US
dc.creator.affilliationUniversidade do Estado do Amazonas. Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical. Manaus, AM, Brasil.en_US
dc.creator.affilliationFundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado. Gerência de Virologia. Manaus, AM, Brasil.en_US
dc.creator.affilliationUniversidade do Estado do Amazonas. Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical. Manaus, AM, Brasil / Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado. Gerência de Virologia. Manaus, AM, Brasil.en_US
dc.creator.affilliationPrefeitura Municipal de Lábrea. Secretaria Municipal de Saúde. Lábrea, AM, Brasil.en_US
dc.creator.affilliationFundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado. Gerência de Virologia. Manaus, AM, Brasil.en_US
dc.description.abstractenIntrodução: A infecção pelo vírus da hepatite B (VHB) é um importante problema de saúde pública no mundo. O VHB é classificado em oito genótipos diferentes, A-H, com distinta distribuição geográfica. No Brasil, os genótipos mais frequentes são o A, D e F. Métodos: Objetivo deste estudo foi caracterizar os genótipos do VHB, em região endêmica de infecção pelos vírus da hepatite B e hepatite D (VHD), na Amazônia Ocidental Brasileira. Foram analisadas 86 amostras sororreativas para o HBsAg de indivíduos indígenas e não-indígenas, obtidas de inquéritos sorológicos realizados no município de Lábrea, Estado do Amazonas. Resultados: Das 86 amostras sororreativas, 39 foram VHB-DNA positivas pela semi-nested PCR. Os genótipos foram estabelecidos pelo sequenciamento da região do gene S amplificado. Foram obtidas 20 sequências, classificadas em três genótipos A, D e F; sendo o genótipo A o mais frequente (60%), seguido do D (35%) e F (5%). Conclusões: O perfil de distribuição dos genótipos encontrados do VHB reflete o padrão de ocupação histórica da região.en_US
dc.identifier.eissn1678-9849pt_BR
dc.identifier.doi10.1590/S0037-86822012000100003pt_BR
dc.subject.decsBrasilpt_BR
dc.subject.decsÍndios Sul-Americanospt_BR
dc.subject.decsSaúde de Populações Indígenaspt_BR
dc.subject.decsEcossistema Amazônicopt_BR
dc.subject.decsEpidemiologiapt_BR
dc.subject.decsEstudos Epidemiológicospt_BR
dc.subject.decsGenética Humanapt_BR
dc.subject.enHepatitis B virusen_US
dc.subject.enGenotypesen_US
dc.subject.enEpidemiologyen_US
dc.subject.enAmazonen_US
dc.subject.enBrazilen_US
Appears in Collections:EPI - Artigos de Periódicos
GH - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
658145567.pdf844.5 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.