Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/646
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorVianna, Rodrigo Pinheiro de Toledo-
dc.contributor.authorMonteiro, Zeleide Toscano Cabral-
dc.date.accessioned2019-08-08T12:06:24Z-
dc.date.available2019-08-08T12:06:24Z-
dc.date.issued2009
dc.identifier.citationMONTEIRO, Zeleide Toscano Cabral. Avaliação da situação de segurança e insegurança alimentar na população indígena Potiguara. 2009. 98 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem na Atenção à Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2009-
dc.identifier.urihttp://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/646-
dc.description.abstractA pesquisa realizada foi quantitativa. Buscou-se avaliar a situação de segurança e insegurança alimentar na população indígena Potiguara da Aldeia São Francisco, município de Baía da Traição-PB, 2008. A população alvo constituiu-se de famílias, identificadas de acordo com o cadastro do Sistema de Informação de Atenção a Saúde Indígena, selecionadas aleatoriamente para a entrevista. Utilizou-se um questionário previamente elaborado contendo perguntas abertas e fechadas, com adaptação da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar, dados sócio-demográficos e antropométricos da população. Foram entrevistadas 70 pessoas representantes do núcleo familiar. Entre os respondentes, 61,4% eram do sexo feminino. As famílias tinham em média 4,3 ± 2,3 moradores (média ± desvio padrão), 55,7% contendo crianças até 12 anos em seu núcleo. A distribuição da renda familiar em salário mínimo foi heterogênea, variando entre menos um salário mínimo até mais de dois. A maioria das famílias entrevistadas foi beneficiada pelo Programa Bolsa Família e pela Cesta Básica. A maioria dos chefes de família não faz uso de tabaco, e tiveram o teste CAGE positivo. As casas das famílias entrevistadas são na maioria de taipa e parte é de tijolos, com teto de telha, energia elétrica e água encanada, com piso de cimento e possuindo entre quatro a cinco cômodos. Quanto ao destino final do lixo predominou a queima. A maioria das famílias possui animais, que não produz nenhuma fonte de alimento. A prevalência das famílias com segurança alimentar não apresenta diferença estatística significativa. A Segurança Alimentar e/ou Insegurança Alimentar Leve foram representadas com 47,1%, e a Moderada e/ou Grave com 52,9 %. Entre o grupo, foram encontrados 52 participantes (74,3%) que possuem roça para consumo, com o plantio de tubérculos, leguminosas e cereais. Os alimentos mais consumidos pelas famílias entrevistadas foram: feijão, arroz, peixe, farinha, macarrão, carne, fubá, galinha, caranguejo, açúcar, verdura e macaxeira. Os que mais compram foram: feijão, arroz, peixe, carne, açúcar, macarrão, café, galinha, fubá, frutas e farinha. Os participantes revelaram que o feijão, a farinha, o arroz, a mistura (peixe, mariscos, carne e galinha) o café, o açúcar, o macarrão, o leite e a fubá são alimentos indispensáveis para suas famílias. Quanto à opinião sobre alimentação saudável, a maioria relacionou ao alimento consumido. A maioria acredita que a quantidade mensal de alimentos disponíveis em suas residências é suficiente, e precisa de insumos (ferramentas, sementes, adubo, equipamentos para irrigação), para a agricultura de subsistência. As variáveis que tiveram relação com insegurança alimentar, utilizando-se o teste qui-quadrado com probabilidade igual ou maior que 0,005, foram relativas sobre a quantidade de alimentos disponíveis, tipo de casa, de piso e número de cômodos. Nesta perspectiva, vale atentar para a necessidade de melhorar as futuras ações públicas relacionadas à Segurança Alimentar.-
dc.language.isopor-
dc.rightsopen accessen_US
dc.subject.otherBrasil-
dc.subject.otherÍndios Sul-Americanos-
dc.subject.otherSaúde de Populações Indígenas-
dc.subject.otherRegião Nordeste-
dc.subject.otherEpidemiologia-
dc.subject.otherParaíba-
dc.subject.otherSegurança Alimentar e Nutricional-
dc.subject.otherPotiguara-
dc.subject.otherEstudos Epidemiológicos-
dc.subject.otherComportamento Alimentar-
dc.titleAvaliação da situação de segurança e insegurança alimentar na população indígena Potiguara da Paraíba-
dc.typeDissertationen_US
dc.degree.grantorUniversidade Federal da Paraíba-
dc.degree.localJoão Pessoa-
dc.subject.decsSaúde de Populações Indígenas-
dc.subject.decsEpidemiologia-
dc.subject.decsSegurança Alimentar e Nutricional-
dc.subject.decsComportamento Alimentar-
Appears in Collections:AN - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
935158004.pdf6.81 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.