Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/6633
Title: Tarja preta: um estudo antropológico sobre 'estados alterados' diagnosticados pela biomedicina como transtornos mentais nos Wajãpi do Amapari
Advisor: Gallois, Dominique Tilkin
Authors: Rosalen, Juliana
Affilliation: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. São Paulo, SP, Brasil
Abstract: Esta pesquisa investiga a multiplicação dos diagnósticos de doenças mentais junto aos Wajãpi do Amapari e, concomitantemente, o aumento gradativo e discreto de prescrições de medicamentos psicotrópicos. A fim de compreender este fenômeno, são analisadas as explicações fornecidas pelas famílias acerca dos estados alterados de seus parentes, bem como os vários caminhos trilhados na tentativa de reversão dos mesmos. Nestes, as famílias estabelecem relações com os mais diversos agentes: pajés, médicos, psicólogos, missionários, pastores e curandeiros. Todas as relações abordadas nesse trabalho reforçam que, para os Wajãpi, só é possível viver realizando composições.
Keywords: Brazil
Health of Indigenous Peoples
Indians, South American
Keywords: Wajãpi
Amapá
Região Norte
Cosmologia
DeCS: Brasil
Saúde de Populações Indígenas
Índios Sul-Americanos
Psicotrópicos
Transtornos Mentais
Saúde Mental
Issue Date: 2018
Citation: ROSALEN, Juliana. Tarja preta: um estudo antropológico sobre 'estados alterados' diagnosticados pela biomedicina como transtornos mentais nos Wajãpi do Amapari. 2018. 297 f. Tese (Doutorado) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018
metadata.dc.degree.date: 2017
Place of defense: São Paulo, SP
Defense institution: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social
Copyright: open access
Appears in Collections:DCS - Teses de Doutorado



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.