Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/6637
Título: Preditores do aleitamento materno exclusivo, Amazônia Legal e Nordeste, Brasil, 2010
Orientador: Carvalho, Kênia Mara Baiocchi de
Autor(es): Neves, Alice Cristina Medeiros
Afiliação: Universidade de Brasília. Brasília, DF, Brasil
Resumo: Foi avaliada uma amostra de crianças menores de seis meses de idade, que participaram da pesquisa de avaliação da atenção ao pré-natal e aos menores de um ano de idade, em 2010 (4116 na Amazônia Legal e 4944 no Nordeste). A prevalência de aleitamento exclusivo com IC95% foi calculada separadamente por região, segundo fatores sociodemográficos e de assistência ao pré-natal, parto e puerpério. As variáveis com p<0,20 (χ2) foram selecionadas para análise múltipla, por trimestre de idade da criança. Resultados: Na Amazônia Legal, a prevalência foi 72,0% no primeiro mês de idade da criança e apresentou um declínio até 11,6% no sexto mês; e na região Nordeste, a prevalência reduziu de 66,3% para 13,3%, respectivamente. Para a região da Amazônia Legal, mães negras apresentaram maior risco de não amamentar exclusivamente no segundo trimestre de vida da criança. Para o Nordeste, a mamada na primeira hora foi fator protetor no conjunto das crianças <6 meses de idade. A chance de aleitamento exclusivo, no primeiro trimestre, foi 63% maior para mães com 35 ou mais anos de idade; e a razão de chance foi 2,27 vezes maior para mães indígenas ou amarelas. No segundo trimestre, situação semelhante foi observadaquanto a maior idade materna. Conclusão: A prevalência apresentou acentuado declínio com o aumento da idade da criança. Os preditores do Aleitamento Materno Exclusivo, dentre as crianças menores de seis meses de idade, foram idade da mãe, raça/cor materna e mamada na primeira hora, de maneira distinta nas duas regiões. Estes resultados sugerem a necessidade de melhoria da qualidade da assistência ao pré-natal, parto e puerpério, nas características mais frequentes identificadas em cada região, em especial junto a mães mais jovens e/ou negras; além da constante qualificação dos profissionais de saúde quanto ao manejo da prática da amamentação até o sexto mês de vida da criança, conforme recomendação.
Palavras-chave em inglês: Brazil
Health of Indigenous Peoples
Indians, South American
Breast Feeding
Palavras-chave: Região Nordeste
Região Amazônica
Amamentação
Alimentação e Nutrição
DeCS: Brasil
Saúde de Populações Indígenas
Índios Sul-Americanos
Aleitamento Materno
Amamentação
Política Pública
Alimentos, Dieta e Nutrição
Data do documento: 2012
Referência: NEVES, Alice Cristina Medeiros. Preditores do aleitamento materno exclusivo, Amazônia Legal e Nordeste, Brasil, 2010. 2012. 78 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2012
Data de defesa: 2012
Local de defesa: Brasília, DF
Instituição de defesa: Universidade de Brasília
Programa: Programa de Pós-Graduação em Nutrição Humana
Direito autoral: open access
Aparece nas coleções:AN - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Preditores do aleitamento materno exclusivo, Amazônia Legal e Nordeste, Brasil, 20101.45 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


O uso do material disponibilizado neste repositório deve ser feito de acordo e dentro dos limites autorizados pelos Termos de Uso.