Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/6689
Title: Parteiras tradicionais da Região Amazônica e sua relação com a Rede Cegonha
Advisor: Dias, Marcos Augusto Bastos
Authors: Santos, Marilene Gonçalves
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional da Criança da Mulher e do Adolescente Fernandes Figueira. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: Este estudo abordou a relação e as práticas das parteiras tradicionais no cuidado da atenção ao parto e nascimento em uma região da Amazônia Brasileira. E uma estratégia do governo brasileiro que tem como objetivo a mudança do paradigma na atenção obstétrica e infantil é a Rede Cegonha. Esta é uma rede de saúde que visa por meio da implementação de princípios e diretrizes que assegure à mulher e à criança o direito à gravidez, parto e nascimento seguro e humanizado, com base em evidências científicas e com o propósito de promover uma rede de cuidados. Os objetivos foram conhecer a saúde local e a atuação das parteiras tradicionais que atendem ao parto e nascimento, acerca da relação dessas mulheres com as equipes de saúde, além de identificar como são suas práticas utilizadas na assistência e quais os fatores que facilitam e dificultam a assistência aos partos realizados pelas parteiras. Trata-se de um estudo qualitativo cujos sujeitos foram Gestores (as) Municipais de Saúde e Parteiras Tradicionais que atendem ao parto e nascimento na região estudada. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas e registros em diário de campo. O material foi estudado a partir da análise de conteúdo temática. Como principal resultado aponta-se que os gestores demonstram reconhecer a importância do trabalho dessas parteiras na atenção ao parto e nascimento, porém ainda tem inúmeras dificuldades para incorpora-las no seu sistema de saúde local. Durante as entrevistas foi possível verificar que as parteiras utilizam cuidados tradicionais beneficiando gestantes e recém-nascidos, além de demonstrarem muitas vezes no trabalho que desenvolvem a falta de apoio dos sistemas de saúde locais. Na região estudada é preciso avançar na discussão dos processos de inclusão das parteiras tradicionais assim como em um modelo regionalizado de atenção ao parto e nascimento.
Abstract: This study addressed the relationship and practices of practical midwives in the care of the attention to labor and birth in a region of the Brazilian Amazon. And a Brazilian government strategy that aims to change the paradigm in obstetric and child care is the Stork Network. This is a health system that aims through the implementation of principles and guidelines to ensure the women and children the right to pregnancy, childbirth and safe and humanized birth, based on scientific evidence and with the purpose of promoting a network of care. The objectives were to know the local health and performance of practical midwives attending the birth and birth, about the relationship of these women with health teams, and identify how their practices are used in the care and the factors that facilitate and hinder assistance to deliveries performed by midwives. It is a qualitative study whose subjects were managers (the) Municipal Health and Traditional Birth Attendants attending the labor and birth in the study area. Semi-structured interviews and records in field diary were made. The material was studied from the thematic content analysis. The main result is noted that managers demonstrate recognize the important work of these midwives in childbirth care and birth, but still has many difficulties to incorporate them in your local health system. During the interviews found that midwives use traditional care benefit pregnant women and newborns, and often demonstrate in their work a lack of support from local health systems. In the region studied is necessary to advance the discussion of processes of inclusion of traditional midwives as well as a regionalized model of care during labor and birth
Keywords: Brazil
Health of Indigenous Peoples
Indians, South American
Midwifery
Health Manager
Health Services, Indigenous
Keywords: Região Amazônica
Parteiras Tradicionais
DeCS: Brasil
Saúde de Populações Indígenas
Índios Sul-Americanos
Tocologia
Parteira
Ecossistema Amazônico
Gestor de Saúde
Serviços de Saúde do Indígena
Issue Date: 2015
Citation: SANTOS, Marilene Gonçalves. Parteiras tradicionais da Região Amazônica e sua relação com a Rede Cegonha. 2015. 104 f. Dissertação - (Mestrado em Saúde da Criança e da Mulher) - Instituto Fernandes Figueira, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2015
metadata.dc.degree.date: 2015-02
Place of defense: Rio de Janeiro
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz .Instituto Nacional da Criança da Mulher e do Adolescente Fernandes Figueira
Program: Programa de pós-graduação em Saúde da Criança e da Mulher
Copyright: open access
Appears in Collections:PSSI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Parteiras tradicionais da Região Amazônica e sua relação com a Rede Cegonha761.03 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.