Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/6796
Título: Processo de gestar e parir entre as mulheres Kaingang
Título(s) alternativo(s): The pregnancy and delivery process among Kaingang women
Percepción del proceso de gestar y parir entre las mujeres Kaingang
Autor(es): Moliterno, Aline Cardoso Machado
Borghi, Ana Carla
Orlandi, Larissa Helena de Souza Freire
Faustino, Rosângela Célia
Serafim, Deise
Carreira, Lígia
Afiliação: Universidade Estadual de Maringá. Maringá, PR, Brasil.
Universidade Estadual de Maringá. Centro de Ciências da Saúde. Departamento de Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Maringá, PR, Brasil.
Universidade Estadual de Maringá. Centro de Ciências da Saúde. Departamento de Enfermagem. Maringá, PR, Brasil / Fundação Araucária. Curitiba, PR, Brasil.
Universidade Estadual de Maringá. Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes. Laboratório de Arqueologia, Etnologia e Etno-História. Maringá, PR, Brasil.
Universidade Estadual de Maringá. Centro de Ciências da Saúde. Departamento de Enfermagem. Maringá, PR, Brasil.
Universidade Estadual de Maringá. Centro de Ciências da Saúde. Departamento de Enfermagem. Maringá, PR, Brasil.
Resumo: Este estudo teve por objetivo identificar o processo de gestação e nascimento entre as mulheres Kaingang. Pesquisa qualitativa de abordagem etnográfica, realizada com 30 mulheres Kaingang, na Terra Indígena de Faxinal de Catanduvas-PR. A coleta de dados ocorreu por meio de observação participante, entrevistas e grupo focal, no período de janeiro a abril de 2011 e foram analisados à luz da Teoria Transcultural do Cuidado. A população estudada tinha entre 14 e 100 anos. A concepção de parto tem mudado com o passar das gerações, sendo que as mais velhas acreditam ser melhor parir acocorada em casa, já as mulheres mais novas demonstram insegurança de ter os filhos fora do hospital. Foi identificada insatisfação na assistência durante o parto. É necessária a adequação das práticas de forma a preservar a cultura da etnia sem a exposição de mulheres e recém-nascidos ao risco de complicações ou mortalidade.
Resumo em inglês: This study aims to understand the perception of birth process between Kaingang women. It is a qualitative research with ethnographic approach whose subjects were Kaingang women residents at the Indian Land of Faxinal de Catanduvas-PR. Fieldwork occurred from January to April 2011 through participant observation and focus groups. Data were analyzed by Cultural Care Theory. The study population was aged between 14 and 100 years. The conception of delivery has changed over the generations, the oldest women believe the better way to give birth is squatting at home, while younger demonstrated insecurity of having children out of hospital. Women demonstrated dissatisfaction during childbirth assistance. It requires the appropriateness of delivery assistance in order to preserve the culture of the ethnic group without, expose women and newborns at complications or mortality risk.
Resumo em espanhol: Este estudio tiene por objetivo conocer la percepción del proceso de nacimiento entre las mujeres Kaingang. Es una investigación cualitativa de abordaje etnográfico, cuyos sujetos fueron mujeres residentes en la Tierra Indígena de Faxinal de Catanduvas-PR. Datos fueron analizados por Teoría del Cuidado Transcultural. Trabajo de campo ocurrió de enero a abril de 2011 a través de la observación participante y grupo focal. La población estudiada tenía entre 14 y 100 años. La concepción de parto ha cambiado con el pasar de las generaciones, las mujeres mayores creen que sea mejor parir de cuclillas en casa, ya las menores demostraron inseguridad de tener hijos fuera del hospital. Las mujeres mostraron insatisfacción de asistencia durante el parto. Es necesaria la adecuación de las prácticas de atención de forma a preservar la cultura de la etnia sin, con todo, exponer mujeres y recién natos al riesgo de complicaciones o mortalidad.
Palavras-chave em inglês: Indigenous health
Women's health
Humanizing delivery
Palavras-chave em espanhol: Salud indígena
Salud de la mujer
Parto humanizado
Palavras-chave: Atenção à Saúde
Paraná
Região Sul
Kaingang
DeCS: Atenção à Saúde
Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Saúde da Mulher
Parto Humanizado
Data do documento: 2013
Editor: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Referência: MOLITERNO, Aline Cardoso Machado et al. Processo de gestar e parir entre as mulheres Kaingang. Texto & Contexto - Enfermagem, v. 22, n. 2, p. 293-301, jun. 2013.
DOI: 10.1590/S0104-07072013000200004
ISSN: 0104-0707
Direito autoral: open access
Aparece nas coleções:AS - Artigos de Periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ve_Aline_Moliterno_etal_UEM_2013.pdfArtigo em Português176.35 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
437163270.pdfArtigo em Inglês169.73 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
393232128.html95.46 kBHTMLVisualizar/Abrir


O uso do material disponibilizado neste repositório deve ser feito de acordo e dentro dos limites autorizados pelos Termos de Uso.