Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/6809
Title: A insustentável leveza do estado: devastação, genocídio, doenças e miséria nas fronteiras contemporâneas da Amazônia, no Maranhão
Other Titles: The unbearable lightness of state: devastation, genocide, illnesses and misery in the contemporary frontiers of Amazon, in Maranhão
Authors: Varga, István van Deursen
Affilliation: N/T
Abstract: Foram discutidas as trajetórias das frentes de expansão e seus impactos ambientais, sociais e étnicos na região denominada Amazônia maranhense. As informações utilizadas resultam de pesquisa bibliográfico-documental e de campo, em que foram colhidos depoimentos de trabalhadores rurais e índios, habitantes da região. Foi demonstrado que, mesmo entre as comunidades Guajajara da Terra Indígena Araribóia (na qual se concentra esta pesquisa), opções distintas de convívio com a sociedade envolvente e com suas frentes de expansão vêm sendo tomadas, acarretando distintos impactos em sua qualidade de vida; também foi demonstrado que as comunidades indígenas mais vulneráveis a estas frentes de expansão são as Awa, as quais se encontram em iminente risco de extinção. Em conclusão, algumas considerações: sobre as medidas a serem tomadas, no âmbito das políticas públicas, diante da rápida devastação atualmente em andamento na região, e da gravidade das condições de vida de seus habitantes; sobre a importância do Maranhão no campo dos estudos sobre as formas de sociabilidade, dominação, violência e resistência no campo, como contraponto às que caracterizaram o chamado "ciclo do cangaço".
Abstract: We discussed the trajectories of the capitalism expansion frontiers, and it environmental, social and ethnic impacts, on the Maranhão Amazon. The cited information result from bibliographic, documental and field research, in which we collected testimonies of rural workers and Indians, living in the region. We demonstrated that, even among Terra Indígena Araribóia's Guajajara communities (in which we concentrated this research), distinct options of conviviality with the surrounding society and its expansion frontiers are being made, carrying distinct impacts at their quality of life; we also demonstrated that the Indian communities most vulnerable to this expansion frontier are the Awa ones, which remain in imminent extinction risk. We conclude with some considerations: about the measures to be taken in the public policies field of action, facing the currently very quick devastation of the region, and the severe life conditions of its inhabitants; about the importance of Maranhão in the study field about peasant’s sociability, domination, violence and resistance forms, as a counterpart to those which characterized the so called "cangaço" cycle in Northeastern Brazil.
Keywords: Maranhão Amazon
Devastation
Rural workers
Indian communities
Keywords: Região Nordeste
Guajajara
Awa
Awá Guajá
Maranhão
Devastação
DeCS: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Issue Date: 2008
Publisher: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Citation: VARGA, István van Deursen. A insustentável leveza do estado: devastação, genocídio, doenças e miséria nas fronteiras contemporâneas da Amazônia, no Maranhão. Acta Amazonica, v. 38, n. 1, p. 85-100, 2008.
metadata.dc.identifier.doi: 10.1590/S0044-59672008000100010
ISSN: 0044-5967
Copyright: open access
Appears in Collections:TR - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
386779715.pdf334.31 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.