Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/685
Title: Fatores associados à adiposidade total e abdominal em indígenas Krenak de Minas Gerais, Brasil
Advisor: Beinner, Mark Anthony
Authors: Magno Viana, Maria Augusta Corrêa Barroso
Abstract: Introdução: A obesidade é considerada um problema de saúde pública mundial, sendo um dos principais fatores de risco associado à ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis, que resultam em 60% das mortes no mundo a cada ano. Esse cenário não é diferente quando se trata de uma população específica, como a indígena, a qual os estudos apontam para elevadas prevalências de obesidade associada a mudanças nos padrões culturais, assim como a ocidentalização das suas dietas. Há carências de informações sobre o perfil de saúde-doença dos povos indígenas no Brasil, o que impede traçar um panorama das condições de saúde desta população. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal, do tipo censo, conduzido com o objetivo de analisar os fatores associados com a adiposidade corporal na população indígena Krenak maior ou igual a 18 anos de idade. A pesquisa foi realizada com 183 indígenas da Terra Indígena Krenak, localizada próximo ao município de Resplendor, Minas Gerais. Foram coletados dados demográficos, socioeconômicos, antropométricos, de estilo de vida, hábitos alimentares e de saneamento básico. A adiposidade total foi definida como Índice de Massa Corporal (IMC) (18 a 59 anos, IMC 30 kg/m²; idade igual ou maior que 60 anos, IMC 27 kg/m²), enquanto a adiposidade abdominal foi caracterizada como Perímetro da Cintura (PC) (mulheres, >88cm; homens, >102cm). Realizou-se análise estatística descritiva (frequências absolutas e relativas), análise bivariada (testes de qui-quadrado de Pearson ou exato de Fisher), análise de sensibilidade estratificada por sexo e análise multivariada (Regressão de Poisson) com nível de significância de 5%. Resultados: As prevalências de adiposidade total e abdominal, no sexo feminino, foram 40,7% e 50% respectivamente. Em relação ao sexo masculino as prevalências foram 32,2% e 16,1% respectivamente. Em nível, bivariado a adiposidade total associou-se à idade, mantendo essa associação na análise multivariada. A análise bivariada referente à adiposidade abdominal, sexo feminino, apresentou associação com a idade, o consumo de carne com excesso de gordura e a adição de sal na comida pronta. Com relação ao sexo masculino somente a idade associou-se à adiposidade abdominal. Porém, o consumo de bebida alcóolica foi introduzido na análise multivariada por apresentar valor de p < 0,20. Após o ajuste multivariado, seguindo modelo teórico proposto, a idade manteve a associação com ambos os sexos e o consumo de bebida alcóolica, sexo masculino, apresentou associação com a adiposidade abdominal (RP=3,1; IC95% 1,0-9,8). Conclusão: As prevalências de adiposidade total e abdominal foram elevadas. Observa-se que essa população esta passando por um processo de transição nutricional influenciada por mudanças ambientais, introdução de alimentos industrializados com elevado teor energético e alto teor de gordura e inserção de um estilo de vida sedentário.
Keywords: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Epidemiologia
Região Sudeste
Saneamento
Antropometria
Fatores de Risco
Krenak
Estudos Epidemiológicos
Índice de Massa Corporal
Minas Gerais
Estado Nutricional
Avaliação Nutricional
Sobrepeso e Obesidade
Condições Socioeconômicas
Inquéritos Nutricionais
Doenças Crônicas não Transmissíveis
Circunferência Abdominal
DeCS: Saúde de Populações Indígenas
Epidemiologia
Saneamento
Antropometria
Índice de Massa Corporal
Avaliação Nutricional
Doenças Crônicas não Transmissíveis
Issue Date: 2018
Citation: MAGNO VIANA, Maria Augusta Correa Barroso. Fatores associados à adiposidade total e abdominal em indígenas Krenak de Minas Gerais, Brasil. 2018. 108 f. Dissertação (Mestrado em Nutrição e Saúde) - Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2018
Place of defense: Belo Horizonte/MG
Defense institution: Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Enfermagem
Copyright: open access
Appears in Collections:AN - Dissertações de Mestrado
EPI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
527132678.pdf2.07 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.