Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/7010
Título: Aspectos étnicos da mortalidade infantil: uma contribuição para a vigilância de óbitos na população indígena e não indígena no Pará
Título(s) alternativo(s): Aspects of infant mortality: a contribution to the promotion of deaths in the indigenous and non-indigenous population in Pará
Autor(es): Teixeira, Jéssica Janaina de Medeiros Bissi
Santos, Deivid Ramos dos
Rocha, Mônica Souza Filho Moura
Silva, Silvana Cristina Rodrigues da
Afiliação: Centro Universitário do Estado do Pará. Belém, PA, Brasil
Universidade do Estado do Pará. Belém, PA, Brasil
Centro Universitário do Estado do Pará. Belém, PA, Brasil
Centro Universitário do Estado do Pará. Belém, PA, Brasil
Resumo: Objetivo: analisar a ocorrência da Mortalidade Infantil no estado do Pará, comparando as populações geral e população indígena. Método: estudo com abordagem quantitativa, analítica, retrospectiva, abrangendo uma série histórica do ano de 2011 até 2017. Para análise dos resultados, utilizou-se testes estatísticos não-paramétricos, Qui-quadrado e teste G, capazes de expressar associação estatística. Resultados: Foram notificados 15812 óbitos infantis no estado do Pará, correspondendo a Taxa de Mortalidade Infantil de 16,1 por mil nascidos vivos (NV) para a população geral e 15,5 por mil NV para os não indígenas e 39,7 por mil NV para indígenas. Foi identificado que algumas afecções originadas no período perinatal corresponderam a 70,0% (n=9667). Conclusão: Foi possível concluir que a mortalidade infantil ainda é um grave problema de saúde pública no Pará, sobretudo entre os povos indígenas os quais necessitam de maiores cuidados, tendo em vista que as taxas de mortalidade infantil apresentam-se muito superiores aos das populações não indígenas
Resumo em inglês: Purpose: To analyze the occurrence of Infant Mortality in the general population and indigenous population in the state of Pará. Methods: Study with a quantitative, analytical, retrospective approach, covering a historical series from 2011 to 2017. For the analysis of the results, we used non-parametric statistical tests, Chi-square and G test, processed in the program BioStat 5.0. Results: A total of 15812 infant deaths were reported in the state of Pará, corresponding to the Infant Mortality Rate of 16.1 per 1000 live births for the general population and 15.5 per 1000 live births for non-indians and 39.7 per 1000 live births for indigenous peoples. Affections originated in the perinatal period corresponded to 70.0% (n = 9667). Conclusion: infant mortality is still a serious public health problem in Pará, especially among indigenous peoples, who need greater care, since infant mortality rates are much higher than those of non-indigenous populations.
Palavras-chave em inglês: Brazil
Indians, South American
Health of Indigenous Peoples
Public Health Surveillance
Infant Mortality
Palavras-chave: Região Norte
Região Amazônica
Pará
DeCS: Brasil
Saúde de Populações Indígenas
Índios Sul-Americanos
Mortalidade Infantil
Vigilância em Saúde Pública
Ecossistema Amazônico
Data do documento: 2019
Editor: Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCMP)
Referência: TEIXEIRA, Jéssica Janaina de Medeiros Bissi; SANTOS, Deivid Ramos dos; ROCHA, Mônica Souza Filho Moura; SILVA, Silvana Cristina Rodrigues da. Aspectos étnicos da mortalidade infantil: uma contribuição para a vigilância de óbitos na população indígena e não indígena no Pará. Pará Research Medical Journal, v. 3, n. 2, p. e14, 2019
DOI: 10.4322/prmj.2019.014
ISSN: 25944371
Direito autoral: open access
Aparece nas coleções:DCS - Artigos de Periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Aspectos étnicos da mortalidade infantil809.87 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


O uso do material disponibilizado neste repositório deve ser feito de acordo e dentro dos limites autorizados pelos Termos de Uso.