Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/7158
Título: Ações de saúde da mulher em comunidades indígenas Kaingáng: vivências e expectativas
Autor(es): Honaiser, Adriana
Lealdino, Corinne Guntzel
Bresan, Deise
Bonan, Luiz Antonio
Ladika, Maria Bernadete
Kühl, Adriana Masiero
Silva, Thaise Liara da
Afiliação: Universidade Estadual do Centro-Oeste. Guarapuava, PR, Brasil.
Universidade Estadual do Centro-Oeste. Guarapuava, PR, Brasil.
Universidade Estadual do Centro-Oeste. Guarapuava, PR, Brasil.
Universidade Estadual do Centro-Oeste. Guarapuava, PR, Brasil.
Universidade Estadual do Centro-Oeste. Guarapuava, PR, Brasil.
Universidade Estadual do Centro-Oeste. Guarapuava, PR, Brasil.
Universidade Estadual do Centro-Oeste. Guarapuava, PR, Brasil.
Resumo: O presente artigo tem por objetivo divulgar as vivências e expectativas dos integrantes do Projeto de Extensão Atenção à Saúde de Mulheres das Terras Indígenas Kaingáng de Mangueirinha e Rio das Cobras, Paraná, realizado de dezembro de 2009 a dezembro de 2010, vinculado ao programa de extensão Universidade Sem Fronteiras, da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná. Para realização das atividades, formou-se uma equipe multiprofissional a qual estudou, planejou e implementou ações conjuntas e individualizadas à comunidade indígena, contando com a colaboração das equipes de saúde local, respeitando assim os costumes e a cultura da população atendida. Enquanto estratégia metodológica, aconteceram encontros; palestras e dinâmicas; visitas domiciliares; avaliação antropométrica, postural e funcional; criação de grupos de atividades; orientações; atendimentos individuais de enfermagem, nutrição e fisioterapia; consultas de pré-natal ilustradas; prática de atividade física e oficinas. Um conjunto de ações que desencadearam orientações nutricionais, fisioterapêuticas e de enfermagem, oficinas de aproveitamento de alimentos, palestras sobre atenção à saúde da mulher e visitas domiciliares. Do ponto de vista acadêmico, percebeu-se um enriquecimento na formação profissional, dada a possibilidade de colocar em prática os conhecimentos adquiridos na universidade, bem como desenvolver habilidades e valores. Além disso, também houve mudanças e principalmente interesse das mulheres por questões relacionadas à saúde.
Palavras-chave: Atenção à Saúde
Kaingáng
Paraná
Região Sul
DeCS: Atenção à Saúde
Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Educação em Saúde
Saúde da Mulher
Data do documento: 2010
Editor: Universidade Estadual do Centro-Oeste
Documento relacionado: https://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/7159
Referência: HONAISER, Adriana et al. Ações de saúde da mulher em comunidades indígenas Kaingáng: vivências e expectativas. Unicentro, v. 2, n. 1, p. 12-19, 2010.
ISSN: 2238-4464
Direito autoral: open access
Aparece nas coleções:AS - Artigos de Periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
713745216.pdf549.13 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


O uso do material disponibilizado neste repositório deve ser feito de acordo e dentro dos limites autorizados pelos Termos de Uso.