Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/7164
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorMartins, Fernanda Ximenes Amado-
dc.contributor.authorMendes, Leandro Reboredo-
dc.contributor.authorScarparo, Angela-
dc.date.accessioned2022-07-13T15:56:52Z-
dc.date.available2022-07-13T15:56:52Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationMARTINS, Fernanda Ximenes Amado; MENDES, Leandro Reboredo; SCARPARO, Angela. Promoção da saúde em aldeia Karajá: um relato de experiência. Revista Brasileira de Odontologia, v. 75, p. 122, 2018. Supl. 2.en_US
dc.identifier.issn1984-3747-
dc.identifier.urihttp://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/7164-
dc.description.abstractObjetivo: relatar a experiência extensionistas de acadêmicos do INSF/UFF promovida pelo PET em parceria com a ONG Amazonas Visão. Relato de Experiência: a atividade foi realizada na aldeia Karajá, na Ilha do Bananal em São Félix do Araguaia/MT, com foco em atividades educativa-preventiva em saúde bucal e de assistência básica. Etapa 1: reconhecimento territorial da aldeia com agentes de saúde indígenas. Etapa 2 - procedimentos de TRA, raspagens, exodontias simples, oficinas de instrução de higiene bucal, conscientização da dieta e doença cárie e aplicações tópicas de flúor. O atendimento clínico odontológico foi realizado na escola da aldeia em sala equipada, e as oficinas interativas de instrução de higiene bucal e aplicação tópica de flúor realizadas no espaço externo da escola. Durante a expedição, observou-se a falta de conhecimento básico sobre saúde geral e bucal, a comunidade indígena possui assistência odontológica mínima, necessitando deslocar-se a cidade mais próxima, via fluvial (5 Km). Durante a territorialização, foi constatada falta de saneamento básico e tratamento de água, causando grande impacto na saúde da comunidade. A barreira cultural é um empecilho dificultador na transmissão de informações sobre a saúde. Conclusão: Vivenciar uma cultura diferente, em contato com indígenas e o meio que estão inseridos, com saúde precária e de difícil acesso, trouxe reflexões sobre o papel do cirurgião-dentista na promoção da saúde. A experiência do trabalho voluntário e extensão universitária são fundamentais para o crescimento profissional, proporcionando uma vivência integral e humanística ao acadêmico.en_US
dc.language.isoporen_US
dc.publisherAssociação Brasileira de Odontologia (Seção Rio de Janeiro)en_US
dc.rightsopen accessen_US
dc.subject.otherExtensão universitáriaen_US
dc.subject.otherMato Grossoen_US
dc.subject.otherRegião Amazônicaen_US
dc.subject.otherRegião Centro-Oesteen_US
dc.subject.otherDoenças e Agravos Não Transmissíveisen_US
dc.titlePromoção da saúde em aldeia Karajá: um relato de experiênciaen_US
dc.typeArticleen_US
dc.creator.affilliationUniversidade Federal Fluminense. Instituto de Saúde de Nova Friburgo. Nova Friburgo, RJ, Brasil.en_US
dc.creator.affilliationUniversidade Federal Fluminense. Instituto de Saúde de Nova Friburgo. Nova Friburgo, RJ, Brasil.en_US
dc.creator.affilliationUniversidade Federal Fluminense. Instituto de Saúde de Nova Friburgo. Departamento de Formação Específica. Nova Friburgo, RJ, Brasil.en_US
dc.identifier.eissn1984-3747-
dc.identifier.doi10.18363/rbo.v75.2018.e1361-
dc.subject.decsSaúde Bucalen_US
dc.subject.decsBrasilen_US
dc.subject.decsÍndios Sul-Americanosen_US
dc.subject.decsEcossistema Amazônicoen_US
dc.subject.decsSaúde de Populações Indígenasen_US
Appears in Collections:DANT - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
740186088.pdf81.42 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.