Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/793
Título: População indígena: condição bucal e estado nutricional materno infantil
Orientador: Moreira, Emilia Addison Machado
Autor(es): Moura, Patrícia Garcia de
Resumo: Minorias étnicas e raciais no Brasil vivenciam situações de marginalização socioeconômica, discriminação e iniqüidade que as colocam em posição de maior vulnerabilidade refletindo sobre o processo saúde-doença. É neste quadro que se insere a população indígena brasileira e ainda, o estudo da relação entre a condição bucal e o estado nutricional nessa população praticamente inexiste. O objetivo deste estudo foi verificar a relação entre a condição bucal e o estado nutricional. O estudo transversal foi realizado com mães e crianças indígenas cobertas pelo Pólo-base Florianópolis. A amostra constituiu-se de 44 mães e 67 crianças de 18 a 71 meses de idade. A avaliação da condição bucal foi realizada por meio do índice ceo-d e CPO-D; risco de cárie e risco em tecidos moles; e risco periodontal nas mães. Os hábitos relacionados aos cuidados com a saúde bucal foram obtidos por meio de um questionário sobre freqüência de escovação dentária e uso de fio dental, visita ao dentista, freqüência de consumo de alimentos com açúcar e hábito de fumar. Para avaliação nutricional foram tomadas medidas de peso e estatura, o peso ao nascer das crianças e, somente para as mães, as medidas da prega cutânea triciptal (PCT), da circunferência de cintura (CC) e da circunferência da panturrilha (CP). O diagnóstico do estado nutricional foi realizado segundo o índice de massa corporal (IMC) para as mães e segundo índices peso para a estatura (P/E), estatura para a idade (E/I) e peso para a idade (P/I), calculados em escore Z, para as crianças. Foi verificado ainda o grau de insegurança alimentar e as práticas de aleitamento materno por meio de um questionário. Observou-se um ceo-d médio de 3,00 (apresentando aumento com a idade estatisticamente significante: r = 0,283; p = 0,020) e 40,3% de crianças livre de cáries. O CPO-D médio encontrado para as mães foi de 10,41 e apenas 4,5% foi igual a 0. Foram encontradas prevalências de desnutrição (<-2 escore Z) em 37,3% das crianças para o índice E/I e 10,4% para P/I, enquanto 50% das mães encontravam-se acima do peso adequado. As crianças que apresentaram estado nutricional insatisfatório apresentaram maiores médias para o índice de cárie. As crianças que obtiveram maior tempo de amamentação exclusiva apresentaram menor risco de desnutrição. Todas as mães apresentaram algum grau de insegurança alimentar que inclusive apresentou associação com quantidade de filhos menores de 6 anos. Houve associação significante entre a escolaridade materna e o P/I infantil. Entre as mães, houve diferença significante entre o número de dentes perdidos e o excesso de peso. Conclui-se que existe uma relação entre condição bucal e estado nutricional considerando que: crianças desnutridas apresentaram maiores valores para o índice de cárie e mulheres com maior número de dentes perdidos apresentaram sobrepeso e obesidade.
Palavras-chave: Brasil
Saúde de Populações Indígenas
Índios Sul-Americanos
Antropometria
Cárie Dentária
Estado Nutricional
Aleitamento Materno
Índice de Massa Corporal
Nutrição materna
Periodontia
DeCS: Brasil
Saúde de Populações Indígenas
Índios Sul-Americanos
Antropometria
Cárie Dentária
Estado Nutricional
Aleitamento Materno
Data do documento: 2007
Referência: MOURA, Patrícia Garcia de. População indígena: condição bucal e estado nutricional materno infantil. 2007. 120 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2007
Local de defesa: Florianópolis/SC
Instituição de defesa: Universidade Federal de Santa Catarina
Direito autoral: open access
Aparece nas coleções:AN - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
247684.pdf2.79 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


O uso do material disponibilizado neste repositório deve ser feito de acordo e dentro dos limites autorizados pelos Termos de Uso.