Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/794
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCardoso, Marina D.-
dc.contributor.authorNovo, Marina Pereira-
dc.date.accessioned2019-08-08T12:22:42Z-
dc.date.available2019-08-08T12:22:42Z-
dc.date.issued2008-
dc.identifier.citationNOVO, Marina Pereira. Os agentes indígenas de saúde do Alto Xingu. 2008. 161 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2008-
dc.identifier.urihttp://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/794-
dc.description.abstractDentro do contexto da reestruturação das políticas de saúde indígena ao longo dos últimos 20 anos no Brasil, e a conseqüente criação dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas/DSEIs a partir de 1999, os Agentes Indígenas de Saúde/AISs aparecem como elementos centrais desse novo modelo de atenção à saúde indígena, na medida em que são entendidos como possíveis elos de ligação ou tradutores entre os sistemas tradicionais e a biomedicina. Tendo em vista este contexto, o objetivo desta dissertação foi, por meio da apresentação de dados etnográficos relativos à formação e à atuação dos AISs no Alto Xingu, problematizar o papel que lhes foi atribuído, bem como o modelo de atenção diferenciada no qual este papel foi proposto. Observa-se que, exatamente pelo fato de ocuparem uma posição de fronteira entre distintos sistemas médico-terapêuticos, a atuação dos AISs está envolta em ambigüidades e conflitos de diversas naturezas, decorrentes quer de certa imprecisão na formulação do seu papel, quer das condições efetivas das suas atuações nos espaços que lhes foram atribuídos. Procura-se mostrar que os Agentes Indígenas de Saúde têm sua atuação duplamente redefinida: tanto pelos profissionais não-indígenas que os pensam como transmissores dos conhecimentos biomédicos às populações atendidas quanto pelos próprios indígenas, que os vêem como fontes de acesso a bens e serviços provenientes da sociedade nacional, no contexto mais geral da apropriação política deste papel e dos seus espaços de atuação pelos próprios alto-xinguanos e lideranças locais.-
dc.language.isopor-
dc.rightsopen accessen_US
dc.subject.otherBrasil-
dc.subject.otherÍndios Sul-Americanos-
dc.subject.otherAgentes Indígenas de Saúde-
dc.subject.otherSaúde de Populações Indígenas-
dc.subject.otherMato Grosso-
dc.subject.otherRegião Centro-Oeste-
dc.subject.otherAntropologia-
dc.subject.otherAtenção à Saúde-
dc.subject.otherEtnologia-
dc.subject.otherServiços de Saúde-
dc.subject.otherAlto Xingu-
dc.titleOs agentes indígenas de saúde do Alto Xingu-
dc.typeDissertationen_US
dc.degree.grantorUniversidade Federal de São Carlos-
dc.degree.localSão Carlos/SP-
dc.subject.decsBrasil-
dc.subject.decsÍndios Sul-Americanos-
dc.subject.decsAgentes Comunitários de Saúde-
dc.subject.decsSaúde de Populações Indígenas-
dc.subject.decsAntropologia-
dc.subject.decsAtenção à Saúde-
dc.subject.decsServiços de Saúde-
Appears in Collections:AS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
849974842.pdf2.7 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.