Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/807
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorGiovanella, Lívia-
dc.contributor.authorMarques, Irânia Maria da Silva Ferreira-
dc.date.accessioned2019-08-08T12:29:42Z-
dc.date.available2019-08-08T12:29:42Z-
dc.date.issued2003
dc.identifier.citationMARQUES, Irânia Maria da Silva Ferreira. A política de atenção à saúde indígena: implementação do Distrito Sanitário Especial Indígena de Cuiabá - Mato Grosso. 2003. 244 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2003-
dc.identifier.urihttp://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/807-
dc.description.abstractTradicionalmente a atenção à saúde dos povos indígenas esteve sob responsabilidade da Fundação Nacional do Índio (Funai), que atuava através das Equipes Volantes de Saúde. No início dos anos 1990 esta responsabilidade foi repartida com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), ficando a Funai com a responsabilidade de coordenar as ações de assistência e a Funasa as ações de prevenção. Em 1999 foi instituído o Subsistema da Atenção à Saúde Indígena sob responsabilidade da Funasa, com o propósito de garantir aos povos indígenas o acesso à atenção integral à saúde, de acordo com os princípios e diretrizes do SUS, contemplando a diversidade social, cultural, geográfica, histórica e política destes povos. O modelo de organização de serviços proposto é o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) entendido como base territorial e populacional sob responsabilidade sanitária com controle social. Para implementar os DSEI, a Funasa firmou convênio com organizações governamentais e não-governamentais. No país foram instalados 34 DSEI e no estado de Mato Grosso foram instalados 4 DSEI. O presente estudo teve como objetivo analisar o processo de implementação do DSEI Cuiabá, no período 1999-2002. Especificamente, tratou de analisar a participação de atores-chave neste processo, identificando resistências, adesões e conflitos; descrever a organização da atenção, oferta de serviços e produção assistencial; examinar a gestão, as modalidades de gerência e as parcerias institucionais para prestação de serviço; e identificar os principais obstáculos para a efetivação do DSEI Cuiabá. Foram realizadas entrevistas com atores-chave por meio de roteiro semi-estruturado, visitas a quatro aldeias de etnias diferentes e sob a execução de Ongs distintas (3 aldeias sob responsabilidade do Instituto Trópicos e 1 sob responsabilidade da Opan), reuniões com usuários nas aldeias visitadas, análise documental de registros administrativos, pesquisa no Sistema de Informação da Atenção à Saúde Indígena (SIASI) e revisão bibliográfica sobre terceirização/devolução. Os resultados apontam como fatores facilitadores da implementação do DSEI Cuiabá a ampliação do acesso; a majoração do montante de recursos financeiros destinados à saúde indígena; a autonomia das conveniadas na gestão dos recursos repassados pela Funasa; o apoio da Funasa /Coordenação Regional de Mato Grosso; e o empenho dos envolvidos para a implementação da Política de Saúde. Como fatores limitantes destacaram-se: o controle social ainda incipiente; o insuficiente monitoramento pelo órgão gestor regional da execução dos convênios e da atenção prestada nas aldeias; a presença pouco freqüente e descontínua da equipe multidisciplinar na aldeia com prestação cotidiana centrada no AIS ainda em processo de formação; a rotatividade dos profissionais de saúde em área indígena; ineficiências do sistema de informação (SIASI); e a insuficiente articulação entre as práticas de cura tradicional e da medicina moderna.-
dc.language.isopor-
dc.rightsopen accessen_US
dc.subject.otherBrasil-
dc.subject.otherÍndios Sul-Americanos-
dc.subject.otherSaúde de Populações Indígenas-
dc.subject.otherMato Grosso-
dc.subject.otherPessoal de Saúde-
dc.subject.otherRegião Amazônica-
dc.subject.otherRegião Centro-Oeste-
dc.subject.otherDSEI Cuiabá-
dc.subject.otherMedicina Tradicional-
dc.subject.otherSistemas Locais de Saúde-
dc.subject.otherServiços de Saúde do Indígena-
dc.subject.otherTrabalho em Saúde-
dc.subject.otherPolítica de Saúde Indígena-
dc.subject.otherAvaliação de Serviços de Saúde-
dc.titleA política de atenção à saúde indígena: implementação do distrito sanitário especial indígena de Cuiabá - Mato Grosso-
dc.typeDissertationen_US
dc.degree.grantorFundação Oswaldo Cruz . Escola Nacional de Saúde Pública-
dc.degree.localRio de Janeiro/RJ-
dc.subject.decsBrasil-
dc.subject.decsÍndios Sul-Americanos-
dc.subject.decsSaúde de Populações Indígenas-
dc.subject.decsPessoal de Saúde-
dc.subject.decsRegião Amazônica-
dc.subject.decsMedicina Tradicional-
dc.subject.decsDistrito Sanitário Especial Indígena-
dc.subject.decsSistemas Locais de Saúde-
dc.subject.decsServiços de Saúde do Indígena-
dc.subject.decsAvaliação de Serviços de Saúde-
Appears in Collections:ASMT - Dissertações de Mestrado
PSSI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
488864219.pdf4.91 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.