Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/853
Title: O contexto cultural das doenças diarréicas entre os Wari', estado de Rondônia, Brasil. Interfaces entre antropologia e saúde pública
Advisor: Coimbra Jr., Carlos E. A.
Authors: Haverroth, Moacir
Abstract: A pesquisa trata sobre saúde, doença e cura entre os Wari’, família lingüística Txapakura, município de Guajará-Mirim, Rondônia, abordando as opções de recursos em saúde, enfocando as doenças diarréicas, uma das maiores causas de morbi-mortalidade entre crianças indígenas. A pesquisa de campo foi feita nas aldeias Lage Novo e Linha Dez, na Terra Indígena Igarapé Lage, entre novembro de 2002 e maio de 2003. A tese inicia com a revisão bibliográfica sobre a antropologia e o campo da saúde, de forma geral, e as doenças diarréicas. Segue o modelo teórico segundo o qual as atividades relacionadas à saúde devem ser estudadas como respostas socialmente organizadas às doenças e constituem um sistema cultural especial: o sistema de cuidados em saúde. Faz-se uma descrição geral sobre o grupo, a história regional e as Terras Indígenas atuais. O terceiro capítulo discute os setores de saúde disponíveis aos Wari’, uma discussão dos serviços oficiais de saúde indígena e o papel dos agentes indígenas de saúde e de saneamento no contexto das políticas públicas. Os setores de saúde identificados entre os Wari’ são: profissional (rede de serviços e profissionais de saúde oficiais e estabelecimentos de saúde privados), o setor folk (centralizado na figura, ora reminiscente, do xamã, ko tükü nenim) e o setor informal (constituído por todas as outras práticas, domésticas ou não, que não passam diretamente pelos outros dois). Há interseções entre os setores, que são abertos e, no conjunto, formam uma rede complexa de fluxo e contra fluxo na busca por recursos em saúde. Segue uma discussão de conceitos da cosmologia tradicional com reflexos nas concepções tradicionais de saúde e doença e nas práticas de cura. Na categorização das doenças pelos Wari’ e apresentação da etnoclassificação das doenças diarréicas, identifica-se uma categoria geral (honko’), quatro categorias paralelas no mesmo nível taxonômico e seis categorias subordinadas, caracterizando a nosologia dessas doenças ao longo de seu processo. No capítulo seguinte, são apresentados e discutidos os atendimentos realizados nos Postos de Saúde das aldeias, na Casa de Saúde do Índio de Guajará-Mirim e hospitais da região. A faixa etária mais acometida são os menores de cinco anos de idade em todos os níveis de atendimento, com cerca de metade dos casos registrados. Cerca de 28% das diarréias registradas na Casa de Saúde do Índio de Guajará-Mirim ocorreram após a internação. Segue com as modalidades terapêuticas do setor informal e os comportamentos de busca por tratamento a partir do domicílio. Verificou-se o conhecimento de algumas terapias baseadas em plantas medicinais e méis da floresta, mas, na prática, destaca-se o uso de plantas medicinais antidiarréicas domésticas, a maioria introduzida após o contato. Acrescentam sal e/ou açúcar às preparações em forma de ‘chás’, sem seguir um padrão definido. O conhecimento sobre TRO é extremamente limitado entre as mães e seu uso depende da indicação e preparação pelos Agentes de Saúde. A disponibilidade de SRO no Posto de Saúde é deficiente. A resolutividade do atendimento primário e secundário de saúde em relação às doenças diarréicas é limitada, considerando o nível de complexidade exigido. A decisão por busca de recursos para tratamento de doenças diarréicas é determinada, principalmente, por alguns sinais/sintomas, como sangue nas fezes, vômito, muco nas fezes. A febre também é determinante nessa busca. Entretanto, o tipo mais comum é caracterizado por fezes liquefeitas (honko’ ak kom na).
Keywords: Índios Sul-Americanos
Região Norte
Saúde de Populações Indígenas
Região Amazônica
Rondônia
Antropologia Cultural
Doenças Infecciosas e Parasitárias
Antropologia da Saúde
Wari'
DeCS: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Região Amazônica
Antropologia Cultural
Antropologia da Saúde
Doenças Infecciosas
Doenças Parasitárias
Issue Date: 2004
Citation: HAVERROTH, Moacir. O contexto cultural das doenças diarréicas entre os Wari', estado de Rondônia, Brasil. Interfaces entre antropologia e saúde pública. 2004. 331 f. Tese (Doutorado em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2004
Copyright: open access
Appears in Collections:ASMT - Teses de Doutorado
DIP - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
313130593.pdf5.49 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.