Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/885
Title: Entre discursos oficiais e vozes indígenas sobre gestação e parto no Alto Juruá: a emergência da medicina tradicional indígena no contexto de uma política pública
Advisor: Langdon, Esther Jean
Authors: Ferreira, Luciana Benevides
Abstract: A tese “Entre Discursos Oficiais e Vozes Indígenas sobre Gestação Parto no Alto Juruá: a Emergência da Medicina Tradicional Indígena no Contexto de uma Política Pública” pretende evidenciar como a medicina tradicional indígena irrompe nos distintos locais que compõem o campo das políticas públicas da saúde indígena, assumindo sentidos e definições diferentes em cada uma dessas localidades. Neste contexto, a medicina tradicional indígena está sendo compreendida como uma categoria discursiva que emerge como objeto de políticas públicas a partir dos discursos veiculados por distintos agentes socialmente posicionados nesse campo. Sendo assim, os sentidos e definições que informam essa noção se encontram permanentemente sendo revistos e recriados por meio dos discursos que a tomam como tema. Por um lado, os discursos oficiais transformam a medicina tradicional indígena em objetos de políticas públicas; por outro, as vozes indígenas, ao se reconhecerem em uma categoria discursiva que emerge no contexto das relações interétnicas estabelecidas com o EstadoNação, falam sobre os conhecimentos e as práticas utilizados durante a gestação e o parto que fazem parte das suas medicinas tradicionais. Enquanto no primeiro caso a medicina tradicional indígena é dita no singular; no segundo, ela se revela na diversidade de formas que os cuidados com a saúde assumem nos contextos comunitários dos povos indígenas do Alto Juruá. Para realizar esta reflexão apresentou-se um mapeamento dos discursos oficiais dos organismos internacionais e das políticas públicas brasileiras que empregam a noção de tradição para qualificar os seus objetos e que delineiam uma formação discursiva particular chamada aqui de Políticas da Tradição. Além disso, foram consideradas as falas indígenas proferidas durante as Reuniões de Parteiras, Pajés e Agentes Indígenas de Saúde que ocorreram no Alto Juruá, no decorrer do ano de 2006, buscando analisar como essas políticas públicas irrompem em seus discursos de maneira associada aos saberes, práticas e cuidadores indígenas da gestação e do parto nessa região. No intuito de realizar uma etnografia situada, trouxeram-se informações sobre o processo de negociação técnico-administrativa que permitiu a realização desses eventos comunicativos financiados pela Área de Medicina Tradicional Indígena do Projeto Vigisus II.
Keywords: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Região Amazônica
FUNASA
Acre
Medicina Tradicional
Saúde da Mulher
Atenção Diferenciada
Pesquisa Qualitativa
Política de Saúde Indígena
Saúde Reprodutiva
Subsistema de Atenção à Saúde Indígena
Projeto Vigisus II
Kashinawa
Kashinawá
DeCS: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Região Amazônica
Medicina Tradicional
Saúde da Mulher
Pesquisa Qualitativa
Política de Saúde
Saúde Reprodutiva
Issue Date: 2010
Citation: FERREIRA, Luciana Benevides. Entre discursos oficiais e vozes indígenas sobre gestação e parto no Alto Juruá: a emergência da medicina tradicional indígena no contexto de uma política pública. 2010. 261 f. Tese (Doutorado) - Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2010
Place of defense: Florianópolis/SC
Defense institution: Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas
Copyright: open access
Appears in Collections:AS - Teses de Doutorado
ASMT - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
132761900.pdf1.22 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.