Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/886
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMoreira, Emilia Addison Machado-
dc.contributor.authorMoura, Patrícia Garcia de-
dc.date.accessioned2019-08-08T12:38:05Z-
dc.date.available2019-08-08T12:38:05Z-
dc.date.issued2007
dc.identifier.citationMOURA, Patrícia Garcia de. População indígena: condição bucal e estado nutricional materno infantil. 2007. 120 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2007-
dc.identifier.urihttp://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/886-
dc.description.abstractMinorias étnicas e raciais no Brasil vivenciam situações de marginalização socioeconômica, discriminação e iniqüidade que as colocam em posição de maior vulnerabilidade refletindo sobre o processo saúde-doença. É neste quadro que se insere a população indígena brasileira e ainda, o estudo da relação entre a condição bucal e o estado nutricional nessa população praticamente inexiste. O objetivo deste estudo foi verificar a relação entre a condição bucal e o estado nutricional. O estudo transversal foi realizado com mães e crianças indígenas cobertas pelo Pólo-base Florianópolis. A amostra constituiu-se de 44 mães e 67 crianças de 18 a 71 meses de idade. A avaliação da condição bucal foi realizada por meio do índice ceo-d e CPO-D; risco de cárie e risco em tecidos moles; e risco periodontal nas mães. Os hábitos relacionados aos cuidados com a saúde bucal foram obtidos por meio de um questionário sobre freqüência de escovação dentária e uso de fio dental, visita ao dentista, freqüência de consumo de alimentos com açúcar e hábito de fumar. Para avaliação nutricional foram tomadas medidas de peso e estatura, o peso ao nascer das crianças e, somente para as mães, as medidas da prega cutânea triciptal (PCT), da circunferência de cintura (CC) e da circunferência da panturrilha (CP). O diagnóstico do estado nutricional foi realizado segundo o índice de massa corporal (IMC) para as mães e segundo índices peso para a estatura (P/E), estatura para a idade (E/I) e peso para a idade (P/I), calculados em escore Z, para as crianças. Foi verificado ainda o grau de insegurança alimentar e as práticas de aleitamento materno por meio de um questionário. Observou-se um ceo-d médio de 3,00 (apresentando aumento com a idade estatisticamente significante: r = 0,283; p = 0,020) e 40,3% de crianças livre de cáries. O CPO-D médio encontrado para as mães foi de 10,41 e apenas 4,5% foi igual a 0. Foram encontradas prevalências de desnutrição (<-2 escore Z) em 37,3% das crianças para o índice E/I e 10,4% para P/I, enquanto 50% das mães encontravam-se acima do peso adequado. As crianças que apresentaram estado nutricional insatisfatório apresentaram maiores médias para o índice de cárie. As crianças que obtiveram maior tempo de amamentação exclusiva apresentaram menor risco de desnutrição. Todas as mães apresentaram algum grau de insegurança alimentar que inclusive apresentou associação com quantidade de filhos menores de 6 anos. Houve associação significante entre a escolaridade materna e o P/I infantil. Entre as mães, houve diferença significante entre o número de dentes perdidos e o excesso de peso. Conclui-se que existe uma relação entre condição bucal e estado nutricional considerando que: crianças desnutridas apresentaram maiores valores para o índice de cárie e mulheres com maior número de dentes perdidos apresentaram sobrepeso e obesidade.-
dc.language.isopor-
dc.rightsopen accessen_US
dc.subject.otherBrasil-
dc.subject.otherÍndios Sul-Americanos-
dc.subject.otherSaúde de Populações Indígenas-
dc.subject.otherEpidemiologia-
dc.subject.otherRegião Sul-
dc.subject.otherDSEI Litoral Sul-
dc.subject.otherSaúde Bucal-
dc.subject.otherAntropometria-
dc.subject.otherSanta Catarina-
dc.subject.otherEstudos Epidemiológicos-
dc.subject.otherÍndice de Massa Corporal-
dc.subject.otherEstado Nutricional-
dc.subject.otherAvaliação Nutricional-
dc.subject.otherServiços de Saúde do Indígena-
dc.subject.otherGuarani Mbya-
dc.subject.otherComportamento Alimentar-
dc.subject.otherBaixa Estatura para Idade-
dc.subject.otherBaixo Peso para Idade-
dc.subject.otherSubsistema de Atenção à Saúde Indígena-
dc.subject.otherPregas Cutâneas-
dc.subject.otherAleitamento Materno-
dc.subject.otherGuarani-Mbyá-
dc.subject.otherAlimentação e Nutriçãoen_US
dc.titlePopulação indígena: condição bucal e estado nutricional materno infantil-
dc.typeDissertationen_US
dc.degree.grantorUniversidade Federal de Santa Catarina-
dc.degree.localFlorianópolis/SC-
dc.subject.decsBrasil-
dc.subject.decsÍndios Sul-Americanos-
dc.subject.decsSaúde de Populações Indígenas-
dc.subject.decsEpidemiologia-
dc.subject.decsSaúde Bucal-
dc.subject.decsDistrito Sanitário Especial Indígena-
dc.subject.decsAntropometria-
dc.subject.decsÍndice de Massa Corporal-
dc.subject.decsEstado Nutricional-
dc.subject.decsServiços de Saúde do Indígena-
dc.subject.decsComportamento Alimentar-
dc.subject.decsAleitamento Materno-
dc.subject.decsAlimentos, Dieta e Nutriçãoen_US
Appears in Collections:AN - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
395630854.pdf2.79 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.