Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/935
Título: Estado nutricional de crianças índias do Alto Xingu em 1980 e 1992 e evolução pondero-estatural entre o primeiro e o quarto anos de vida
Autor(es): Morais, Mauro Batista de
Fagundes Neto, Ulysses
Mattos, Ângela Peixoto de
Baruzzi, Roberto Geraldo
Afiliação: Universidade Federal de São Paulo. Escola Paulista de Medicina. Departamento de Pediatria. São Paulo, SP, Brasil.
Universidade Federal de São Paulo. Escola Paulista de Medicina. Departamento de Pediatria. São Paulo, SP, Brasil.
Universidade Federal da Bahia. Faculdade de Medicina. Departamento de Pediatria. Salvador, BA, Brasil.
Universidade Federal de São Paulo. Escola Paulista de Medicina. Departamento de Medicina Preventiva. São Paulo, SP, Brasil.
Resumo: Os objetivos deste estudo realizado com a população infantil do Alto Xingu foram: (1) analisar a evolução do peso e da estatura entre o primeiro e o quarto anos de vida, (2) comparar o estado nutricional em 1980 e 1992. Avaliaram-se o peso e a estatura de: (1) 81 crianças no primeiro e no quarto ano de vida; (2) 264 crianças avaliadas em 1980 e de 172 em 1992 (idade < 10 anos). As medianas dos escores Z das 81 crianças examinadas no primeiro e no quarto ano de vida revelaram: (1) diminuição do peso para a idade (-0,12 no primeiro ano e -0,51 no quarto ano de vida; p = 0,002); (2) diminuição do peso para a estatura (+1,31 e +0,08; p < 0,001); (3) aumento da estatura para a idade (-1,50 e -0,94, p < 0,001). Entre 1980 e 1992, observou-se: (1) manutenção do peso para a idade (-0,61 em 1980 e -0,62 em 1992; p = 0,90); (2) manutenção do peso para a estatura, (+0,27 e +0,34; p = 0,10); e (3) redução da estatura para a idade (-1,04 e -1,22; p = 0,02). Entre o primeiro e quarto ano de vida observou-se redução do déficit de estatura para a idade e do excesso de peso para a estatura. Entre 1980 e 1992, observou-se diminuição da estatura para idade, indicando a necessidade de monitorização do estado nutricional desta comunidade.
Palavras-chave: Brasil
Índios Sul-Americanos
Saúde de Populações Indígenas
Mato Grosso
Parque Indígena do Xingu
Região Amazônica
Epidemiologia
Região Centro-Oeste
Saúde da Criança
Antropometria
Estado Nutricional
Avaliação Nutricional
Baixa Estatura para Idade
Baixo Peso para Idade
Crescimento Infantil
Curvas de Crescimento
Inquéritos Nutricionais
Desnutrição Infantil
Estudos Epidemilógicos
Alimentação e Nutrição
DeCS: Alimentos, Dieta e Nutrição
Data do documento: 2003
Editor: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Fundação Oswaldo Cruz
Referência: MORAIS, Mauro Batista de; FAGUNDES NETO, Ulysses; MATTOS, Ângela Peixoto de; BARUZZI, Roberto Geraldo. Estado nutricional de crianças índias do Alto Xingu em 1980 e 1992 e evolução pondero-estatural entre o primeiro e o quarto anos de vida. Cadernos de Saúde Pública, v. 19, n. , p. 543-550, 2003.
DOI: 10.1590/S0102-311X2003000200021
ISSN: 0102-311X
Direito autoral: open access
Aparece nas coleções:AN - Artigos de Periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
365394422.pdf93.5 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


O uso do material disponibilizado neste repositório deve ser feito de acordo e dentro dos limites autorizados pelos Termos de Uso.