Please use this identifier to cite or link to this item: http://ds.saudeindigena.icict.fiocruz.br/handle/bvs/974
Title: Estudo clínico-radiológico de crianças e adolescentes indígenas Suruí, Região Amazônica
Authors: Basta, Paulo Cesar
Rios, Diana Patrícia Giraldo
Alves, Luiz Carlos Corrêa
Sant'Anna, Clemax Couto
Coimbra Junior, Carlos E. A.
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira. Rio de Janeiro, RJ.
Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: INTRODUÇÃO: Entre os Suruí de Rondônia foram registradas incidências médias de TB > 2.500/100.000 habitantes, entre 1991-2002. Aproximadamente 50% desses casos foram notificados em < 15 anos. MÉTODOS: Trata-se de um estudo clínico-epidemiológico que teve como objetivo descrever as características clínico-radiológicas em crianças e adolescentes identificados como contatos de doentes de TB. Além disto, aplicar o sistema de pontuação para o diagnóstico de TB na infância e verificar se as condutas adotadas no nível local foram concordantes com as diretrizes nacionais. RESULTADOS: Foram analisados 52 Rx de 37 indígenas. Deste conjunto, 48,1% foram normais e 51,9% anormais. Alguns dos Rx apresentaram duas ou mais alterações, totalizando 36 eventos independentes. Observou-se infiltrados (38,9%), calcificações (38,9%), cavitações (11,1%) e atelectasias/derrame pleural (11,1%). Nas imagens anormais, 22,2% eram TB provavelmente ativa e 33,3% sequelas. A confrontação com as diretrizes constatou 52,6% de condutas discordantes. CONCLUSÕES: A presença da infecção tuberculosa latente (ITBL) e TB ativa, entre crianças e adolescentes, são indicadores de transmissão ativa e continuada do Mycobacterium tuberculosis. Os Rx mostrando alta frequência de infiltrados e calcificações é compatível com primo-infecção em idade precoce. Entretanto, essas alterações não são diferentes daquelas observadas entre outros grupos, não sugerindo comprometimento imunológico. As discordâncias apontadas indicam que o momento ideal para o tratamento da ITBL passou despercebido. Conclui-se que é fundamental a utilização do sistema de pontuação para o correto diagnóstico de TB na infância, assim como a realização de baciloscopia e cultura de escarro em adolescentes capazes de expectorar.
Keywords: Brasil
Índios Sul-Americanos
Região Norte
Saúde de Populações Indígenas
Mato Grosso
Região Amazônica
Epidemiologia
Rondônia
Saúde da Criança
Tuberculose
Estudos Epidemiológicos
Mycobacterium tuberculosis
Radiografia
Doenças Infecciosas e Parasitárias
Suruí de Rondônia
Saúde do Adolescente
Exame Radiológico
Diagnóstico por Raios X
Issue Date: 2010
Publisher: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Citation: BASTA, Paulo Cesar; RIOS, Diana Patrícia Giraldo; ALVES, Luiz Carlos Corrêa; SANT'ANNA, Clemax Couto; COIMBRA JúNIOR, Carlos Carlos Everaldo Alvares. Estudo clínico-radiológico de crianças e adolescentes indígenas Suruí, Região Amazônica. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 43, n. 6, p. 719–722, 2010.
metadata.dc.identifier.doi: 10.1590/S0037-86822010000600024
ISSN: 0037-8682
Copyright: open access
Appears in Collections:DIP - Artigos de Periódicos
EPI - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
996720273.pdf546.3 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.